Charlie Hebdo: especial Blog da Boitempo

CH especial

ARTIGOS E REFLEXÕES

NOVO: “Je suis bête et méchant” Slavoj Žižek esclarece sua posição sobre o “Je suis Charlie”
Atentado contra a extrema esquerda na França
, de João Alexandre Peschanski
Um ataque à imprensa e aos muçulmanos, por Gilberto Maringoni
A infâmia, por Michael Löwy
Pensar o atentado ao Charlie Hebdo, de Slavoj Žižek
Ser ou não ser (Charlie), de Osvaldo Coggiola
Guerra entre fundamentalismos, por Tariq Ali
Guerra ao terror, por Vladimir Safatle
Charlie Hebdo: uma reflexão difícil, por Boaventura de Sousa Santos
Humor com humor também se paga, por Izaías Almada
A quem interessa o silêncio? Charlie Hebdo e a liberdade de expressão, por Jorge Luiz Souto Maior
O economista do Charlie Hebdo, por Luiz Gonzaga Belluzzo
Je suis Younes Amrani, por Ruy Braga
O vermelho e o tricolor: a farsa do Charlie Hebdo, por Alain Badiou
Fundamentalismo narcísico, ou como pensar os atentados à luz do filme Birdman, por Christian Dunker

NOTAS ESPECIAIS

Reflexão sobre a chacina de Paris, por Miguel Urbano Rodigues e editores de O diário.info
O mundo (das ideias) ferido, nota oficial da Aliança Internacional dos Editores Independentes
Entrevista especial com Julian Assange

ESPAÇO DO LEITOR

Muros e silêncios: o ataque ao Charlie Hebdo em perspectiva ampliada, por Carlos Eduardo Rebuá

VÍDEOS

A esquerda diante dos fenômenos religiosos | Em tempos de barbárie e acirramento de fundamentalismos políticos e religiosos, a Boitempo dá início à publicação do curso “Sociologia marxista da religião”, de Michael Löwy.

Para além da fórmula da religião como “ópio do povo”, o sociólogo franco-brasileiro fornece elementos para compreendermos a dialética entre os elementos emancipatórios e os opressivos das religiões. De Marx e Engels, a Walter Benjamin e Hobsbawm passando por Gramsci, Bloch e Mariátegui, entre tantos outros “marxistas heterodoxos”, o panorama do curso oferece uma preciosa e urgente reflexão sobre como a esquerda deve se orientar diante do delicado terreno do fenômeno religioso.

A aula de abertura “Karl Marx como sociólogo da religião”, já está disponível online abertamente. Aulas novas toda semana! Acompanhe no canal daBoitempo no YouTube clicando aqui.


LIVROS

Marx, manual de instruções, texto de Daniel Bensaïd arte de Charb

Único livro do cartunista e editor-chefe do Charlie Hebdo, Charb, publicado no Brasil e último livro publicado em vida por seu amigo Daniel BensaïdCom humor e espírito de síntese, carregado de insights de um dos mais importantes teóricos anticapitalistas da contemporaneidade, o livro traz o pensamento de Marx, em sua radicalidade, ao âmago dos conflitos e anseios de nosso tempos conturbados. Charb: “A Frente Nacional e o fascismo islâmico são da mesma seara e contra eles não economizamos nossa arte.”

Violência, seis reflexões laterais, de Slavoj Žižek
Sobre a questão judaica, de Karl Marx
O universalismo europeu, de Immanuel Wallerstein
Freud e os não-europeus, de Edward Said
Cultura e política, de Edward Said
Marxismo e judaismo: história de uma relação difícil, de Arlene Clemesha

QUADRINHOS E CARTUNS

%d blogueiros gostam disto: