Flávia Biroli

Feminismo, esquerda e futuros possíveis

25/11/2016 // 4 Comments

Por Flávia Biroli / "O futuro do feminismo, como projeto transformador, está na sua capacidade de situar-se claramente no campo da esquerda. Entendo que isso implica conectar as lutas feministas à crítica ao sistema capitalista. No momento atual, significa discernir entre as respostas à crise mundial do capitalismo que abrem caminhos para a justiça de gênero e as respostas que, diferentemente, implicam o aprofundamento das desigualdades e mais vulnerabilidade para as mulheres." [...]

A difícil democracia de Boaventura de Sousa Santos

08/11/2016 // 6 Comments

Por Flávia Biroli / "Não são apenas as instituições, as normas e os recursos políticos que estão permanentemente em disputa nas democracias. No debate teórico e nas análises que se acumulam ao longo do tempo, a própria definição da democracia está no centro das lutas." [...]

A mídia, a crise e o golpe

07/10/2016 // 3 Comments

Por Flávia Biroli / "O ponto mais agudo da crise, a deposição de Dilma, ganha sentido nas camadas de discurso colocados em circulação pela mídia empresarial, tanto quando na representação mais direta do processo de impeachment, com seus ritos e protagonistas. Como explicar a atuação política da mídia das grandes empresas nessa crise?" [...]

Violência política contra as mulheres

12/08/2016 // 1 Comment

Por Flávia Biroli / "Os dez anos de Lei Maria da Penha coincidem com a etapa final do processo para deposição da presidenta Dilma Rousseff e com o início das campanhas para as eleições municipais que ocorrerão em outubro. Tendo em mente esse contexto, pergunto: tem sentido falarmos em violência política contra as mulheres no Brasil?" [...]

Mulheres, política e violência

03/06/2016 // 5 Comments

Por Flávia Biroli / "Existe alguma relação entre o ministério sem mulheres de Michel Temer e o recente estupro coletivo da adolescente de 16 anos, no Rio de Janeiro, além do fato de ambos terem despertado forte reação nos movimentos de mulheres no Brasil? Minha resposta é que sim. Há algo em comum entre o apagamento da presença das mulheres na política e a violência contra as mulheres. Há, também, um elo entre a sua exclusão e a cultura do estupro. O que têm em comum é o apagamento das mulheres como sujeitos, como interlocutoras legítimas. " [...]

Machismo mata

27/05/2016 // 4 Comments

Por Flávia Biroli / “Machismo mata”, como vem sendo afirmado por diferentes movimentos feministas nas últimas décadas. O sentido dessa afirmação pode ser tomado em sua amplitude e complexidade. O que me parece importante é compreender que muitas das formas hoje correntes de reação contra os direitos das mulheres e a igualdade de gênero, no campo político e no cotidiano, contribuem para a reprodução de um cenário no qual essa violência toma forma e é aceita." [...]