CYPHERPUNKS

Capa Cypherpunks

Capa feita pelo designer Ronaldo Alves

“Este livro não é um manifesto. Não há tempo para isso. Este livro é um alerta.” Julian Assange, na introdução de Cypherpunks.

JÁ NAS LIVRARIAS!

O livro já está à venda nas livrarias. Dentre elas, SaraivaTravessa e Cultura! A versão eletrônica (ebook), pela metade do preço, está disponível na SaraivaAmazon e GooglePlay.

JULIAN ASSANGE FALA AOS INTERNAUTAS E LEITORES BRASILEIROS

Confira abaixo mensagem gravada por Julian Assange exclusivamente para os internautas e leitores brasileiros, apresentando o livro:

BOOKTRAILER

SOBRE O LIVRO

Cypherpunks – liberdade e o futuro da internet é o primeiro livro de Julian Assange,  editor chefe e visionário por trás do Wikileaks, a ser publicado no Brasil com o selo da Boitempo. O livro, já nas livrarias, é resultado de reflexões de Assange com um grupo de pensadores rebeldes e ativistas que atuam nas linhas de frente da batalha em defesa do ciberespaço (Jacob Appelbaum, Andy Müller-Maguhn e Jérémie Zimmermann). A edição brasileira conta com a colaboração da jornalista Natália Viana (Agência Pública) e do filósofo esloveno Slavoj Žižek. A tradução é de Cristina Yamagami.

Apesar de a internet ter possibilitado verdadeiras revoluções no mundo todo, Assange prevê uma grande onda de repressão no mundo on-line, a ponto de considerar a internet como uma possível ameaça à civilização humana devido à transferência do poder de populações inteiras a um complexo de agências de espionagem e seus aliados corporativos transnacionais que não precisarão prestar contas pelos seus atos. Em contrapartida, propõe o lema “privacidade para os fracos e transparência para os poderosos”.

O livro reflete sobre a vigilância em massa, censura e liberdade, mas o principal tema é o movimento cypherpunk, que faz uso da criptografia como mecanismo de defesa dos indivíduos perante a apropriação e uso bélico da internet pelos governos, Estados e empresas. Os cypherpunks defendem a utilização da criptografia e métodos similares como meios para provocar mudanças sociais e políticas. O movimento teve início em 1990, atingiu o auge de suas atividades durante as “criptoguerras” e, sobretudo, após a censura da Internet em 2011 na Primavera Árabe. O termo cypherpunk, uma derivação (criptográfica) de cipher (escrita cifrada) e punk, foi incluído no Oxford English Dictionary em 2006. 

Julian Assange tem sido uma voz proeminente no movimento cypherpunk desde os anos 1990. Ele criou inúmeros projetos de software alinhados com a filosofia do movimento, inclusive o código original para o WikiLeaks. Preso em dezembro de 2010, o ativista é mantido em prisão domiciliar no Reino Unido desde então, sem que qualquer acusação formal tenha sido feita contra ele. Em maio de 2012, o Reino Unido decide extraditar Assange para a Suécia. Temendo que o governo sueco o entregasse às autoridades norte-americanas (que já manifestaram seu interesse de julgá-lo por espionagem e fraude), o ativista consegue asilo político na Embaixada do Equador em Londres, onde permanece desde junho deste ano. Nesse tempo, Assange tem se dedicado a promover debates sobre a sociedade contemporânea com grandes intelectuais de todo o mundo e foi dentro deste contexto que escreveu Cypherpunks.

PÁGINA NO FACEBOOK

banner_assange

Curta a página de Cypherpunks no Facebook e receba notícias sobre o movimento cypherpunk, o futuro da internet, jornalismo investigativo, ciberativismo, Wikileaks e Julian Assange!

ENTREVISTAS

Confira entrevistas sobre Cypherpunks: liberdade e o futuro da internet, concedidas por Julian Assange.

Programa Milênio

Jornal O Estado de São Paulo


Revista CartaCapital

RussiaToday (RT), canal de notícias global transmitido de estúdios em Moscou e Washington (em inglês).

REPERCUSSÃO

“O Caso WikiLeaks é um sintoma de uma tendência muito mais ampla e perigosa: nossas instituições políticas e jurídicas estão envolvidas em atividades sistemáticas de censurar e restringir os potenciais democráticos da nova mídia digital. É por essa razão que o livro de Assange constitui uma leitura obrigatória para qualquer pessoa interessada na realidade das nossas liberdades.”— Slavoj Žižek

AMOSTRA DO EBOOK

Confira abaixo links para download gratuito de amostra do ebook de Cypherpunks:

ePub (para ler em seu computador, smartphone, tablet e eReaders)

mobi (para ler em seu Kindle)

PDF (para ler em seu computador, tablet, smartphone e eReaders)

%d blogueiros gostam disto: