Mouzar Benedito

Sabedoria: nada a ver com a “esperteza” de Eduardo Cunha

20/09/2016 // 1 Comment

Por Mouzar Benedito / "Esperteza, quando é demais, engole o dono.” Eduardo Cunha devia ter pensado nesse velho ditado antes de pretender ser demasiadamente esperto e tornar-se um espertalhão. Como presidente da Câmara dos Deputados, usou e abusou da esperteza, e acabou engolido por ela. Há quem confunda esperteza com inteligência. Sim, há muitas inteligências e o esperto ou espertalhão precisa ter uma ou alguma delas. Mas acho que esperteza e sabedoria não são sinônimos. [...]

A volta do medo

30/08/2016 // 5 Comments

Por Mouzar Benedito / "Medo do futuro? Medo de assombração? Medo de polícia? Medo de ladrões? Medo de bala perdida? Medo de perder o emprego? Há muitos tipos de medo. Um deles nos parecia extinto, o medo político, de instalação de uma ditadura, de um regime de exceção em que ter certas ideias é perigoso. Há pouco mais de dois anos a gente acreditava que isso era coisa do passado, no Brasil. Pois olha ele aí de novo. Vejo muita gente com medo. Eu, se não tenho medo disso, tenho pelo menos uma cisma, um temor. Parece que temos muito a temer." [...]

Herói: tem para todos os gostos

22/08/2016 // 5 Comments

Por Mouzar Benedito / "Vi recentemente uma revista que trazia na capa a foto do juiz Sérgio Moro e o título “Herói do Brasil”. E tem quem defenda sua candidatura a presidente da República. Antes dele, outro magistrado, Joaquim Barbosa, então ministro do STF, também foi chamado de herói e chegou a entrar nas pesquisas de intenção de votos para presidente. E pular da condição de “herói” para a política não é incomum." [...]

Será que a esperança está com o pé na cova?

02/08/2016 // 2 Comments

Sem dúvida, a vida sem esperança é totalmente sem graça e, quando ela se torna totalmente ausente, até o suicídio passa a ser uma opção. Mas ter esperança não basta: é preciso ir à luta. De qualquer forma, selecionei um monte de pensamentos de gente famosa (principalmente do passado) e de ditados populares, e apresento a vocês, com esperança de ter alguns leitores (pelo menos para parte desses pensamentos e ditados, que são muitos). Aí vão eles. [...]

Cultura inútil: Onde está a honestidade?

01/06/2016 // 4 Comments

Por Mouzar Benedito / "Já que temos o tema honestidade na ordem do dia, selecionei pensamentos sobre ele, mas, antes de entrar neles, cito uma fala de Rui Barbosa (antiquíssima, portanto), muito lembrada: 'De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça; de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto'." [...]

Aonde colocam o acento e o assento?

03/05/2016 // 11 Comments

Por Mouzar Benedito / "Eu pensava que, apesar de o odiar, o acordo ortográfico era para mim um assunto acabado. Mas, surpresa! Não é que a Câmara dos Deputados me trouxe o maldito à memória?" [...]

Ditados animais!

05/04/2016 // 0 Comments

Mouzar Benedito / Dar opinião está muito complicado hoje em dia. Se alguém discorda, não argumenta. Xinga, ameaça, quer até matar quem pensa diferente. Na política, então, a coisa piorou demais. Tem gente raivosa como nunca. Por isso, aconselho a petista que está entre tucanos ou a tucano que está entre petistas: “Em festa de jacu, nhambu não pia”. [...]

Obama em Havana e Fidel em Nova York

21/03/2016 // 3 Comments

Por Mouzar Benedito / "Quase um século se passou sem nenhum presidente dos EUA pisar em território cubano, nem mesmo em Guantánamo, base naval dos Estados Unidos na ilha. Daí tanta badalação em torno da visita de Barack Obama à terra dos desafetos dos gringos desde 1960. E ida de um líder cubano aos EUA, quando foi a última vez?" [...]

Chato, cricri e zung-zung

11/03/2016 // 4 Comments

Por Mouzar Benedito / "Comecei a pensar num monte de palavras que ninguém mais usa... Alguém ainda fala da repartição em que trabalha? E do ordenado que recebe?" [...]
1 2 3 13