Dossiê: 50 anos do AI-5

No dia 13 de dezembro de 1968, extamente 50 anos atrás, o então ministro da Justiça Gama e Silva, junto com o locutor Augusto Curi, pronunciaram, direto do Salão principal do Palácio das Laranjeiras, o Ato Institucional de número 5. Para refletir sobre os significados e a atualidade do AI-5, a semanas da posse de Jair Bolsonaro, três artigos inéditos de colunistas no Blog da Boitempo, e três indicações indispensáveis de leitura.

📰 Dossiê

O Doi-Codi do século XXI“, de Edson Teles​

AI-5: o braço estendido da transição inconclusa“, de Milton Pinheiro

De dezembro de 1968 a outubro de 2018“, de Luis Felipe Miguel

 

📚 Dicas de leitura

Cães de guarda: jornalistas e censores, do AI-5 à Constituição de 1988, de Beatriz Kushnir

O que resta da ditadura: a exceção brasileira, de Edson Teles e Vladimir Safatle (orgs.)

Ditadura: o que resta da transição, de Milton Pinheiro (org.)

%d blogueiros gostam disto: