Consciência negra: dia de celebração e luta com descontos de até 40%!

Seleção de livros e autores essenciais com descontos de 30 a 40% nos dias 19 e 20 de novembro.

No Brasil, dia 20 de novembro é comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra, uma data de celebração e também de luta, cujo objetivo é refletir sobre a importância do povo e da cultura africana na construção do nosso país e sobre as dificuldades ainda enfrentadas pelos negros em razão do racismo estrutural que persiste como marca de nossa sociedade.

A data foi escolhida pelo Movimento Negro Unificado em homenagem a Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares e símbolo da resistência negra contra a escravidão, capturado e morto por bandeirantes em 20 de novembro de 1695. Localizado na Serra da Barriga, atual estado de Alagoas, o Quilombo dos Palmares foi o maior e mais duradouro dos quilombos, tendo abrigado até 30 mil habitantes ao longo de mais de 100 anos de existência. O legado deixado por Zumbi continua a orientar a luta contra o racismo, a discriminação e a desigualdade social.

Para refletir sobre a questão racial a partir de diversas perspectivas, selecionamos uma série de obras que tratam dos fundamentos econômicos e históricos da escravidão, da persistência do racismo, das relações entre raça, classe, gênero e nação, além das múltiplas e importantes formas de resistência com descontos de 30 a 40% nos dias 19 e 20 de novembro em nossa loja virtual. Tem livros de filosofia, história, sociologia, economia, direito e até literatura infantil! Clique aqui para conferir a lista completa!

Todos os pedidos realizados em nossa loja virtual até segunda, 22 de novembro, recebem três cartões postais e um marcador de autoras feministas negras por livro.

Durante o período, também teremos o combo Angela Davis, com os livros Mulheres, raça e classe, Mulheres, cultura e política, A liberdade é uma luta constante e Uma autobiografia.

Disponibilizamos ainda o e-book Por um feminismo para os 99%, elaborado em razão do ciclo internacional de debates Por um feminismo para os 99% realizado em conjunto com o curso Introdução ao pensamento feminista negro em março de 2021, com contribuições de Talíria Petrone, Patricia Hill Collins, Angela Davis, Sueli Carneiro e Ana Luiza Pinheiro Flauzina sobre Michelle Alexander. Disponível gratuitamente clicando aqui ou também nas lojas da KoboGoogleApple ou Amazon

Não perca a live Por que ler Fanon?, com Deivison Faustino, Priscilla Santos e Geni Núñez e Kwame Yonatan (mediação), debate da Boitempo em parceria com a Ubu:


Quer entender o que é o racismo estrutural? Silvio Almeida, filósofo do direito e presidente do Instituto Luiz Gama destrincha didaticamente o conceito.


A filósofa política Djamila Ribeiro discute como o racismo atravessa e estrutura todas as nossas relações sociais. Partindo das análises de autoras como Angela Davis, no livro Mulheres, raça e classe, Djamila defende a importância de se pensar o conjunto das opressões e suas articulações internas no capitalismo.


O historiador e educador popular Jones Manoel apresenta uma reflexão sociológica a respeito do lugar do negro no mundo intelectual e acadêmico brasileiro


Em Minha carne: diário de uma prisão, estão relatados os longos dias de cárcere de Preta Ferreira, os processos pelos quais passou, as etapas do sistema prisional, os trâmites jurídicos, as emoções que viveu e o que ouviu de outras mulheres com quem compartilhou esse tempo.


Como racismo, nacionalismo e capitalismo podem ser pensados de maneira transversal? De que maneira a estrutura do sistema capitalista continua favorecendo a persistência do racismo? Estas e outras questões foram analisadas por Douglas Rodrigues Barros nesse vídeo de apresentação de Raça, nação e classe, de Étienne Balibar e Immanuel Wallerstein.


Um dos maiores ícones na luta pelos direitos civis nos Estados Unidos, Angela Davis é considerada por muitos uma das grandes personificações globais da resistência ao racismo. Confira abaixo a conferência “A liberdade é uma luta constante”, que marcou o encerramento do Seminário Internacional “Democracia em colapso?”.


Confira o curso completo de Introdução ao pensamento feminista negro, com aulas sobre Angela Davis, Lélia Gonzalez, Sueli Carneiro, Audre Lorde, Conceição Evaristo, Michelle Alexander, Patricia Hill Collins e bell hooks.


É possível pensar o racismo na ótica do marxismo? De que maneira o movimento antirracista e a luta de classes podem caminhar juntas? Como a chave do racismo pode se inserir no pensamento marxista? Veja o debate sobre essas questões e outras questões com Silvio Almeida, Juliana Borges, Marcio Farias e Joice Berth (mediação).


Playlist Consciência Negra na TV Boitempo

Reunimos em uma playlist algumas das melhores reflexões sobre questão racial na TV Boitempo. São dezenas de vídeos com alguns dos maiores intelectuais no Brasil e no mundo sobre o tema: tem Silvio Almeida, Angela Davis, Patricia Hill Collins, Jones Manoel, Erica Malunguinho, Djamila Ribeiro, Rosane Borges e muitos outros…


No Blog da Boitempo:
12 livros para entender a relação entre marxismo e a questão racial, por Silvio Almeida
Nacionalidade e racismo em profunda conexão com o capitalismo, por Silvio Almeida
Capitalismo e crise: o que o racismo tem a ver com isso?, por Silvio Almeida
Marxismo e a questão racial, por Silvio Almeida
Construindo o futuro da luta contra o racismo, por Angela Davis
Racismo, crise, golpe: quando o futuro bate à porta, por Rosane Borges
As ideias imprescindíveis de Angela Davis, por Rosane Borges
A utopia de Angela Davis, por Djamila Ribeiro
A questão das mulheres negras precisa ser central, por Djamila Ribeiro
A categoria do Outro: o olhar de Beauvoir e Grada Kilomba sobre ser mulher, por Djamila Ribeiro
A perspectiva do feminismo negro sobre violências históricas e simbólicas, por Djamila Ribeiro
O traço e a marca de Luiza Bairros: um arquivo para o Dia Internacional da Mulher Negra, por Rosane Borges
Duas teses sobre a questão racial no Brasil, por Jones Manoel
Marxismo, liberalismo e a questão racial no Brasil, por Carlos Eduardo Martins
Tomar para si a própria história: os escritos políticos de Fanon, por Talíria Petrone
As políticas da desigualdade racial no Brasil: uma república erguida com cotas para os brancos, por Leonardo Fabri
O pensamento feminista negro de Sueli Carneiro para além dos reducionismos de classe e gênero, por Yara Frateschi

1 comentário em Consciência negra: dia de celebração e luta com descontos de até 40%!

  1. Marcelo De Chiacchio Guimarães // 19/11/2021 às 9:50 pm // Responder

    O Blog da Boitempo da Semana da Consciência Negra está fantástico!

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: