Michael Löwy: Escravagistas de ontem e de hoje

michael lowy golpe de estado 2016

Michael Löwy na sede da Boitempo em São Paulo. Foto: Artur Renzo.

Por Michael Löwy.

Um dos espetáculos mais ridículos, grotescos, vergonhosos mesmo, dos últimos tempos, foi a gesticulação de inúmeros deputados e senadores – muitos deles acusados de corrupção, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro, e outras falcatruas – se cobrindo dos pés à cabeça com a bandeira nacional, no momento de votar a destituição da Presidenta eleita pela maioria dos brasileiros, Dilma Rousseff.

Todos nós aprendemos na escola um belíssimo poema de Castro Alves, denunciando o trafico negreiro, e se queixando amargamente de que no mastro dos navios dos traficantes ondulava “o auriverde pendão de nossa pátria”: os escravagistas usavam a bandeira nacional para ornamentar seu infame comercio de vidas humanas.

Um século e meio depois da tragédia escravagista temos agora a farsa da destituição “legal” da Presidenta, – isto é, do golpe de estado disfarçado – mais uma vez usando a bandeira como decoração de seus negócios escusos. Já não se trata de tráfico negreiro mas de uma nova forma de escravidão: a submissão do país aos ditados do capital financeiro, do latifúndio, das multinacionais, do imperialismo. Os representantes do agro-negócio que está destruindo nossas verdes florestas – a começar pela Amazônia, devastada pelo gado e pela soja – e dos bancos que roubam e especulam com o “ouro” do país, são bastante numerosos na bancada golpista. Só não conseguiram ainda apagar as estrelas do Cruzeiro do Sul…

***

Michael Löwy é um dos autores do novo livro de intervenção da Boitempo, que está inundando as livrarias de todo o país: Por que gritamos golpe? Para entender o impeachment e a crise política no Brasil! Confira o sumário completo do livro aqui.

IMG_4214

Onde encontrar?

R$15,00 (impresso) |R$ 7,50 (e-book)

Livraria Cultura — http://bit.ly/culturagolpe
Livraria da Travessa — http://bit.ly/travessagolpe
Livraria Martins Fontes — http://bit.ly/martinsgolpe
Livraria Saraiva — http://bit.ly/saraivagolpe
Livraria da Folha — http://bit.ly/folhagolpe
Livraria Livros & Livros — http://bit.ly/livrosgolpe
Livraria Cia. dos Livros — http://bit.ly/cialivrosgolpe

***

Michael Löwy, sociólogo, é nascido no Brasil, formado em Ciências Sociais na Universidade de São Paulo, e vive em Paris desde 1969. Diretor emérito de pesquisas do Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS). Homenageado, em 1994, com a medalha de prata do CNRS em Ciências Sociais, é autor de Revolta e melancolia: o romantismo na contracorrente da modernidade, Walter Benjamin: aviso de incêndio (2005), Lucien Goldmann ou a dialética da totalidade (2009), A teoria da revolução no jovem Marx (2012), A jaula de aço: Max Weber e o marxismo weberiano (2014) e organizador de Revoluções (2009) e Capitalismo como religião (2013), de Walter Benjamin, além de coordenar, junto com Leandro Konder, a coleção Marxismo e literatura da Boitempo. Colabora com o Blog da Boitempo esporadicamente.

4 comentários em Michael Löwy: Escravagistas de ontem e de hoje

  1. O melhor discurso que honrou Castro Alves e as Arcadas do Largo São Francisco foi aquele de Janaína Paschoal que denunciou a catástrofe do PT, aquele que jogou o Brasil no ralo da história, Como sacerdotisa digna de Delfos, ergueu a bandeira basileira bem alto e lembrou Castro Alves. “Que bandeira é esta que ao vento trepudia? Andrada arranca esta bandeira que ao vento trepudia, Colombo fecha a porta dos teus mares”.
    Aquele discurso de Janaína ficará para a história do Brasil como um dos maiores pronunciados nas arcadas do Largo de São Francisco, só comparável àqueles de Castro Alves.
    O PT é só mentira, corrupção, falência do Brasil, 13 milhões de desempregados…Obscuridão, e mais obscuridão.

    Curtir

    • Hugo Pequeno Monteiro // 17/08/2016 às 23:00 // Resposta

      Sr. Hector Benoit (será que este é o seu nome mesmo?)

      Como alguém que escreve discursos como você entoando loas a uma FARSANTE e MAU-CARÁTER que atende pelo nome de Janaína Paschoal, se atreve a ocupar este espaço de reflexão, repetindo o que os seus gurus intelectuais de Veja e o Estadão escrevem todos os dias? Será que você consegue pensar além do que estes dois veículos de bestificação e desinformação de massas fazem você pensar?
      Vá escrever para aqueles que como você não passam de zumbis incapazes de entender o processo de desmonte do estado brasileiro com o objetivo de revivermos o velho Brasil Colônia. Processo que está sendo perpetrado por esta corja que envolve a mídia, o capital financeiro, os abutres do pala´cio do jaburu, seus aliados tucanos e outras desgraças do agronegócio, evangélicos e estupradores e assassinos como bolsonaro. O PT deve ser condenado neste processo. Sim claro! Por ter se aliado com esta escória achando que eles (vocês) iriam permitir que ele PT fizesse parte do grupo.
      A direção do PT e seu núcleo duro não passam de Imbecis e traidores dos interesses dos trabalhadores brasileiros.
      Obscuro sim é o seu “raciocínio” se é que você é cometer este ato.

      Faça um grande favor a todos aqueles que assinam este Blog da Boitempo, DESAPAREÇA!

      Hugo P. Monteiro
      Professor Titular
      Departamento de Bioquímica – Centro de Terapia Celular e Molecular
      Escola Paulista de Medicina/Universidade Federal de São Paulo

      Curtido por 1 pessoa

  2. Antes de escrever os seus artigos de estrangeiro, o Lowy deveria ter a dignidade de vir ao Brasil e saber o que está acontecendo. Quem enfrentou o congresso nacional? Não foi o Lowy, certamente, quem enfrentou a corrupção? Ilusão, nada fez! O Lowy ficava sossegado na França. Quem lutou em todo este processo fundamental da história do Brasil? Não foi o Lowy, ele estava sob o céu de Paris. Talvez só por isso possa ter análises tão enganosas e equívocas. A base da Dilma no congresso nacional se reduz cada vez mais. Seria possível que todos os senadores não percebem o que está acontecendo? Lowy de Paris nos envia os seus textos abstratos e enganosos, que só são defendidos por uma burocracia ainda ligada ao PT, mas, em absoluta extinção. A única coisa que os senadores petistas objetivam é pensar em aparecer para a TV e procurar ganhar votos para a próxima eleição. Ou seja, repetir a obscuridão, sempre a obscuridão da caverna…..

    Curtir

  3. Por mais respeito que tenho ao diálogo, não dá para conversar com este senhor Hector Benoit. Seus argumentos são pueris e mostram falta de leitura. Ele ainda está na caverna de Platão e só vê a própria sombra….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: