michel temer

O quadro, a cena, a forca

20/07/2017 // 5 comentários

Por Rosane Borges / "Ao nos empurrarem para tempos pretéritos no que se refere à economia, ao direito trabalhista e à política de costumes, o desgoverno nos obriga a adotar como utopia primordial as boas vindas ao tempo presente. Sonhemos e lutemos para que possamos ressoar em alto e bom som "Bem vindo ao século XXI", ao invés de balbuciarmos, como agora, o triste “Bem vindo ao deserto do real!”" [...]

Feminismo e política em tempos de retrocessos

23/06/2017 // 25 comentários

Flávia Biroli discute as relações entre o movimento feminista e o projeto neoliberal à luz da conjuntura brasileira após o golpe de 2016. E provoca: "Uma crítica que se recuse a lidar com as políticas do cotidiano pode ser tão frágil quanto uma crítica que se recuse a encarar as implicações das instituições e do projeto neoliberal para as relações e para as vidas das mulheres." [...]

As estrebarias de Aúgias

12/06/2017 // 12 comentários

Por Christian Dunker / "Muitos não concordaram ou não entenderam os termos e os meios do julgamento sobre as pedaladas fiscais. Mas acreditaram que ele significava um novo estado de coisas, que implicava reformular as antigas práticas erradas. Um voto de fé para iniciar um processo transformativo. O 'golpe dentro do golpe' que vivemos agora é desmobilizador, silencioso e apático porque se apoia sobretudo na vergonha dos enganados." [...]

Nove teses sobre a crise política brasileira

29/05/2017 // 15 comentários

Por Carlos Eduardo Martins / "O aprofundamento da crise política brasileira tem deixado cientistas sociais e observadores internacionais perplexos ao atuar na contramão da propalada versão institucionalista e liberal que predominou durante a Nova República, segundo a qual a democracia brasileira estaria consolidada." [...]

Cai, não cai… mas, afinal, o que deve cair?

23/05/2017 // 29 comentários

Por Mauro Iasi / "A presente crise não clama por mais democracia representativa, mas indica seu mais evidente limite, o que exige urgentemente uma nova forma política. Há uma alternativa que se abre na medida em que a crise política se converte em crise do Estado." [...]