pacto social

À beira do abismo

03/10/2018 // 10 comentários

Por Marcos Barreira / "A confusão sistemática da popularidade do ex-presidente Lula entre os segmentos de baixa renda, maciçamente conservadores, com a ideia de um avanço das pautas de esquerda é o que está na origem da estratégia suicida do PT." [...]

Intervenção federal no Rio: o exército nas ruas

21/02/2018 // 10 comentários

Por Marcos Barreira / "Não há nenhuma novidade no recurso às Forças Armadas para solucionar crises políticas locais. Também a atuação de militares no comando da segurança não é nova, mas eles ocupavam um cargo civil. Se há diferenças, nos dias de hoje, é que, em primeiro lugar, a intervenção federal foi devidamente formalizada, com direito a cerimônia oficial; em segundo lugar, ao definir as atribuições do interventor, o decreto de Temer substitui a autoridade civil por uma militar, modificando a natureza do cargo administrativo." [...]

“Onda conservadora” ou declínio social?

17/10/2017 // 10 comentários

Por Marcos Barreira / "O que aparece como uma “onda” de intolerância para a consciência horrorizada de minorias “progressistas” é apenas a crise do pacto social e o retorno das contradições abrandadas pelo amortecedor social da "Era Lula'." [...]

O outro lado do espelho: mirar a esquerda e repensar o futuro

18/09/2017 // 7 comentários

Por Antonio Carlos Mazzeo / "Em meio a um ataque feroz da burguesia autocrática, Lula acena para o 'mais do mesmo', ainda que a estrutura jurídica da autocracia burguesa teste emblemática e plenamente que não precisa mais desse pacto (sinistro), pois agora, com maioria no parlamento, avança e estende suas garras livres para destroçar as parcas conquistas dos trabalhadores." [...]

De onde vem o conservadorismo?

15/04/2015 // 24 comentários

Mauro Iasi / "Enganam-se os que querem restringir o pensamento conservador a uma categoria de eleitores, ou apenas aos segmentos médios. O grande risco é que a base de massas para alternativas conservadoras (não creio que no momento possam ser identificadas como fascistas) não pode ser somente as chamadas “classes médias”, ainda que sejam estas a caixa de ressonância por natureza da proposta conservadora. O alvo, contudo, é outro: são os trabalhadores. Por isso o abandono das demandas próprias de nossa classe pelo governo de pacto social é o caminho mais rápido para dotar a alternativa de direita da base social que ela precisa." [...]

O sexto turno

15/10/2014 // 39 comentários

Mauro Iasi / "Este não é um mero segundo turno, é o sexto turno. É a terceira vez que tal situação se apresenta." [...]