dia da mulher

Violência política contra as mulheres

12/08/2016 // 1 comentário

Por Flávia Biroli / "Os dez anos de Lei Maria da Penha coincidem com a etapa final do processo para deposição da presidenta Dilma Rousseff e com o início das campanhas para as eleições municipais que ocorrerão em outubro. Tendo em mente esse contexto, pergunto: tem sentido falarmos em violência política contra as mulheres no Brasil?" [...]

A utopia de Angela Davis

09/06/2016 // 2 comentários

Djamila Ribeiro / "Angela Davis é uma ativista, intelectual cuja obra e vida foram colocadas para pensar a transformação da sociedade de modo fundamental. Entre várias concepções de utopia pensadas por alguns escritores e intelectuais, a de Davis nos guia para a construção de um modo se interligar as lutas rompendo com uma visão ortodoxa e com a hierarquia de vidas colocada pela lógica opressora." [...]

Mulheres, política e violência

03/06/2016 // 6 comentários

Por Flávia Biroli / "Existe alguma relação entre o ministério sem mulheres de Michel Temer e o recente estupro coletivo da adolescente de 16 anos, no Rio de Janeiro, além do fato de ambos terem despertado forte reação nos movimentos de mulheres no Brasil? Minha resposta é que sim. Há algo em comum entre o apagamento da presença das mulheres na política e a violência contra as mulheres. Há, também, um elo entre a sua exclusão e a cultura do estupro. O que têm em comum é o apagamento das mulheres como sujeitos, como interlocutoras legítimas. " [...]

Machismo mata

27/05/2016 // 7 comentários

Por Flávia Biroli / “Machismo mata”, como vem sendo afirmado por diferentes movimentos feministas nas últimas décadas. O sentido dessa afirmação pode ser tomado em sua amplitude e complexidade. O que me parece importante é compreender que muitas das formas hoje correntes de reação contra os direitos das mulheres e a igualdade de gênero, no campo político e no cotidiano, contribuem para a reprodução de um cenário no qual essa violência toma forma e é aceita." [...]

A potência do não: Nise da Silveira e Mary Wollstonecraft

02/05/2016 // 9 comentários

Daniela Lima / "Mais de um século após a publicação de Reivindicação dos direitos da mulher, Nise via erguerem-se em tono de si muros semelhantes aos que separavam Mary Wollstonecraft de conquistar a cidadania plena. A conquista dos direitos pelas mulheres nunca é permanente. É necessário um estado de constante vigilância diante dos possíveis retrocessos. Nise não foi enviada à guilhotina, como aconteceu com Olympe de Gouges, mas teve que estremecer o muro tão sólido quanto invisível da falsa razão." [...]