Quem é Nancy Fraser?

Conheça Nancy Fraser, expoente do feminismo e da teoria crítica essencial aos debates sobre justiça. Não perca os descontos de até 40% em obras escritas por ou sobre mulheres no #8M da Boitempo!

.

Nancy Fraser nasceu em Baltimore, nos Estados Unidos, em 1947. Graduou-se em 1969 no Bryn Mawr College, uma faculdade privada exclusiva para mulheres, e defendeu seu doutorado em 1980 na City University of New York (CUNY). Lecionou no departamento de filosofia da Universidade de Northwestern por muitos anos antes de se mudar para a New School for Social Research, em 1995, onde é professora titular de filosofia e política. Também já foi professora visitante em universidades na Alemanha, França, Espanha e Holanda.

Expoente do feminismo, tema com o qual trabalha desde o início da carreira e pelo qual milita politicamente, e da teoria crítica, a autora publicou diversos trabalhos de grande impacto nessas e em outras áreas da filosofia política e social. Preocupada com as concepções de justiça, Fraser argumenta que a justiça é um conceito complexo que deve ser entendido sob três dimensões separadas, embora interrelacionadas: a distribuição (de recursos produtivos e de renda), o reconhecimento (na linguagem e em todo o domínio do simbólico) e a representação (na política e no poder de tomar decisões).

Pela Boitempo publicou Feminismo para os 99%: um manifesto (2019), em coautoria com Cinzia Arruzza e Tithi Bhattacharya, Capitalismo em debate: uma conversa na teoria crítica (2020), em coautoria com Rahel Jaeggi e o mais recente: Justiça interrompida (2022).

Para saber mais sobre a autora, confira aqui no Blog da Boitempo:
Um feminismo que visa libertar todas as mulheres deve ser anticapitalista, entrevista com Nancy Fraser
O que é capitalismo?, por Nancy Fraser
Só um radical ecossocialismo democrático pode mudar o horizonte, por Nancy Fraser
Bernie Sanders e o feminismo dos 99%, por Nancy Fraser e Lisa Featherstone
Por uma nova síntese à esquerda, por Pedro Paulo Zahluth Bastos
Nancy Fraser e o compromisso com a justiça social, por Flávia Biroli


Feminismo para os 99%: um manifesto, de Nancy Fraser, Cinzia Arruzza e Tithi Bhattacharya

Moradia inacessível, salários precários, saúde pública, mudanças climáticas não são temas comuns no debate público feminista. Mas não seriam essas as questões que mais afetam a esmagadora maioria das mulheres em todo o mundo? Inspiradas pela erupção global de uma nova primavera feminista, Cinzia Arruzza, Tithi Bhattacharya e Nancy Fraser, organizadoras da Greve Internacional das Mulheres (Dia sem mulher), lançam um manifesto potente sobre a necessidade de um feminismo anticapitalista, antirracista, antiLGBTfóbico e indissociável da perspectiva ecológica do bem viver. O livro faz parte do combo Essenciais, juntamente com Reivindicação dos direitos da mulher, de Mary Wollstonecraft, Pensamento feminista negro de Patricia Hill Collins e Mulheres, raça e classe, de Angela Davis.

Capitalismo em debate: uma conversa na teoria crítica, de Nancy Fraser e Rahel Jaeggi

Construída de modo não ortodoxo, a obra se apresenta como um verdadeiro debate entre as filósofas em torno do contexto atual do capitalismo, levando em conta problemas econômicos, sociais, políticos e ambientais. Estruturada em quatro capítulos – “Conceitualizando o capitalismo”, “Historicizando o capitalismo”, “Criticando o capitalismo” e, finalmente, “Contestando o capitalismo” –, essa conversa na teoria crítica induz o leitor a refletir sobre o que define o capitalismo, sobre as transformações e as permanências desse modelo ao logo da história, sobre como criticá-lo e como se contrapor a ele. 

Justiça interrompida: reflexões críticas sobre a condição “pós-socialista”, de Nancy Fraser

Justiça Interrompida é uma reflexão crítica sobre o que a filósofa Nancy Fraser denomina  condição “pós-socialista”. A autora procura compreender os desafios impostos pela derrocada dos socialismos no final dos anos 1980, pelo surgimento das políticas de identidade e pela fragmentação das frentes de luta progressista. Os textos e ensaios reunidos na obra, escritos entre 1990 e 1996, iluminam a polarização política e intelectual contemporânea, o quase abandono das reivindicações por redistribuição igualitária e o aumento de mobilizações sociais por reconhecimento, esvaziadas no termo “políticas identitárias”. Fraser nos oferece um quadro teórico abrangente para analisar as diferentes causas e soluções para as injustiças econômicas e culturais. Evitando posturas economicistas, que rechaçam políticas de reconhecimento como “falsa consciência”, bem como posturas culturalistas, que rechaçam políticas redistributivas como antiquadas, a autora desenvolve um modelo de crítica social que integra as duas dimensões.

Os três livros estão na lista de descontos de 20 a 40% entre os dias 7 e 14 de março.


Não perca o debate Por que o marxismo precisa ser feminista?, com Virgínia Fontes, Bruna Della Torre e Giovanna Marcelino (mediação), última atividade da programação do 8 de março! Dia 14 de março às 14h, na TV Boitempo:


Manifestos: comunismo, socialismo e feminismo, com Bhaskar Sunkara, Nancy Fraser e Osvaldo Coggiola


Lançamento de Justiça interrompida, com Ana Claudia Lopes, Flávia Biroli, Nathalie Bressiani e mediação de Beatriz Rodrigues Sanchez


Introdução a Nancy Fraser, com Yara Frateschi


Da reivindicação dos direitos da mulher ao feminismo marxista, confira a programação do #8M da Boitempo:

Da reivindicação dos direitos da mulher há 230 anos aos desafios do marxismo feminista com a ascensão do fascismo no Brasil e no mundo. O já tradicional #8M da Boitempo buscará apresentar o documento fundacional do feminismo, sua atualidade e seus limites, passando pelas origens do 8 de março na Rússia, pelos conceitos de patriarcado e reprodução social, pelas contribuições do feminismo negro às questões de gênero, raça e classe, com destaque para a interseccionalidade, até chegarmos às lutas feministas no Brasil contemporâneo. Ao longo de seis debates na TV Boitempo entre os dias 7 e 14 de março, apresentaremos as obras de Mary Wollstonecraft, Aleksandra Kollontai, Silvia Federici, Angela Davis, Patricia Hill Collins, Nancy Fraser Flávia Biroli.

Além da programação de debates na TV Boitempo, fizemos uma seleção de ebooks por até R$19,90 nas principais lojas do ramo, descontos de até 40% em livros escritos por ou sobre mulheres e combos arrasadores em nossa loja virtual:

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: