Friedrich Engels: uma ode à beleza e à práxis revolucionária

Roberta Traspadini apresenta a biografia de Friedrich Engels escrita por Gustav Mayer, ressaltando como o exemplo de Engels continua a transcender sua época e a fornecer uma chave para entendimento da história com vistas à transformação social.

Por Roberta Traspadini.

Toda biografia é uma viagem no tempo, e o ponto de partida é sempre o olhar e a criatividade de quem biografa. Em Friedrich Engels: uma biografia, o jornalista e historiador alemão Gustav Mayer rastreia a vida de Friedrich Engels a partir de cartas, fontes jornalísticas e arquivos variados que resultam numa escrita a um só tempo rigorosa e acessível. Uma ode à beleza e à práxis revolucionária.

Desde cedo, Engels despertou para uma determinada leitura do mundo e para as atrocidades de seu tempo. A literatura e a filosofia o conduziram, ainda jovem, à busca pelo entendimento dos conflitos de sua época – a fome, a miséria e a alienação a que trabalhadoras e trabalhadores eram submetidos. Da indignação aliada ao fermento criativo surgiram textos sobre as raízes dos contrastes sociais que revelam um autor criterioso, convicto quanto ao lado de quem e com que armas lutar. Um sujeito que, negando os confortos de sua origem, postou-se ao lado da classe operária. A solidariedade internacionalista apresenta-se como uma forma de ser comum do campo crítico na Europa do século XIX, e isso suscita diversas reflexões atuais, em especial na intensificação da dependência imperialista vivenciada pela América Latina.

Junto aos traços de camaradagem e solidariedade da atuação de Engels, destaca-se sua convivência e sua parceria com Karl Marx, nas quais a dominância intelectual cedia lugar à interlocução como motor de suas práticas. Um bom exemplo de produção conjunta para os tempos atuais, tão órfãos do fazer coletivo, dado o excessivo peso ao individual. O pensamento crítico brasileiro tende, porém, a tomar Engels como coadjuvante na vida e obra de Marx, tão menor a incursão por seus escritos.

Em Friedrich Engels: uma biografia, que se tornou um clássico, Mayer faz justiça à envergadura de Engels na história da luta de classes. “Emocionante” é o termo que define a leitura. Revigorante é o exemplo que fica, ao voltarmos ao passado vivo de Engels.

Submetido, como diz Brecht, às dificuldades de revelar a verdade em uma sociedade de ocultamentos, Friedrich Engels transcende sua época e nos oferece uma chave para o entendimento da história, com vistas à transformação social.

***

Publicado pela primeira vez no Brasil e escrito pelo alemão Gustav Mayer, Friedrich Engels: uma biografia traz um poderoso relato sobre a vida e obra de Friedrich Engels (1820-1895), um dos criadores do socialismo científico.

Passando pelos principais eventos de sua vida, Mayer descreve a infância de Engels, sua vida na academia, seu rompimento com a democracia burguesa, seu encontro e amizade com Karl Marx e a importante publicação de O Manifesto Comunista em 1848. O biógrafo também traz nuances de sua relação com a família, seu trabalho na indústria, publicações e organizações para qual escreveu e militou, até sua morte em Londres aos 75 anos.

Publicado originalmente em 1930, em dois tomos, Mayer apresentou em língua inglesa uma segunda versão da biografia em 1936, mais acessível e enxuta. É essa a versão que chega ao Brasil, em comemoração ao bicentenário de Engels, comemorado dia 28 de novembro de 2020.

***

“Esta obra contribui para uma melhor compreensão da Alemanha, bem como das origens do socialismo. É também um monumento literário à amizade ímpar entre Engels e Marx.”

Hans Speier

 “Marx encontrou em Mehring seu primeiro grande biógrafo. Engels o encontraria na pessoa de Gustav Mayer, notável pesquisador e historiador, que soube usar criteriosamente as riquezas dos arquivos preservados pelo Partido Social-Democrata Alemão.”

Maximilien Rubel

“Uma das melhores biografias eruditas do século XX, produto de uma pesquisa que durou mais de trinta anos e de um conhecimento da história operária e socialista alemã do século XIX sem paralelo.”

G. Stedman Jones

“A monumental biografia de Engels escrita por Gustav Mayer é de uma extraordinária erudição.”

Eric J. Hobs­bawm

O livro de Gustav Mayer foi traduzido por Pedro Davoglio, com revisão técnica de João Quartim de Moraes, apresentação de José Paulo Netto, orelha de Roberta Traspadini e capa de Maikon Nery.

***

E-book à venda nas principais lojas do ramo:


Em comemoração aos 200 anos de Engels, a TV Boitempo promoveu uma programação de aulas que contaram com a presença de José Paulo Netto, Ricardo Antunes, Alysson Mascaro, Marília Moschkovich e Virgínia Fontes e um debate de encerramento com Maria Lygia Quartim, Sabrina Fernandes e Osvaldo Coggiola.

***

Saiba mais:

Jornal Rascunho: Biografia de Friedrich Engels chega ao Brasil

A Terra é redonda: Friedrich Engels – uma biografia (apresentação do livro por José Paulo Netto)

Folha de São Paulo: Engels ganha biografia em ano de seu bicentenário e o parceiro de Marx não fica para trás

Carta Maior: Engels um instinto afiado de caçador

***

Roberta Traspadini é educadora popular e professora pesquisadora da Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA). Latino-americanista, é uma estudiosa dos seguintes temas: pensamento social latino-americano, movimentos sociais e luta popular na América Latina.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: