Marx

Karl Marx romancista e dramaturgo?

12/11/2018 // 1 comentário

O mais recente lançamento da coleção Marx-Engels da Boitempo traz à luz um Karl Marx muito pouco conhecido, e jamais traduzido para a língua portuguesa. Carlos Eduardo Ornelas Berriel, Tercio Redondo e Flávio Aguiar escrevem sobre "Escritos ficcionais", de Marx, no Blog da Boitempo. [...]

Promoção: Marx 200

28/05/2018 // 1 comentário

Vocês pediram e elas voltaram! Preparamos uma promoção especial com as esculturas do barbudo vermelho e quatro lançamentos essenciais deste ano. [...]

“Leiam Karl Marx!” | Musto entrevista Wallerstein

09/05/2018 // 1 comentário

Wallerstein em entrevista a Marcello Musto / "A primeira coisa que tenho a dizer aos jovens é que ele precisam ler Marx. Não leiam sobre ele, leiam Marx. Poucas pessoas – em comparação com os muitos que falam sobre ele – leram Marx na realidade. Isso também é verdade para Adam Smith. Geralmente, as pessoas limitam-se a ler sobre estes clássicos. Aprendem sobre eles a partir dos resumos de outras pessoas. Querem poupar tempo mas, na verdade, estão perdendo tempo! Devemos ler pessoas interessantes, e Marx é o acadêmico mais interessante dos séculos XIX e XX. Não há qualquer dúvida sobre isso. Ele não tem igual em termos do número de assuntos sobre os quais escreveu, nem na qualidade da análise. Por isso, a minha mensagem para a nova geração é que vale muito a pena descobrir Marx, mas é preciso ler, ler, ler sua obra. Leiam Karl Marx!" [...]

Žižek: A atualidade de Marx

04/05/2018 // 20 comentários

Slavoj Žižek / "É preciso responder de maneira propriamente dialética à questão sobre a continuada relevância da crítica da economia política de Marx na nossa atual era de capitalismo global." [...]

2018 é o ANO MARX!

19/04/2018 // 8 comentários

Festa de aniversário, ciclos de debates, lançamentos, vídeos e promoções... essas são algumas das atividades que a Boitempo está preparando para marcar o ano do bicentenário de Marx! [...]

Um outro 11 de setembro

11/09/2017 // 3 comentários

Por José Paulo Netto / "A referência é ao 11 de setembro de 1867, quando os intelectuais dedicados à causa dos trabalhadores tiveram ao seu alcance a principal arma teórica para o combate a conduzir contra a sociedade burguesa: nesse dia, foi posto à venda o livro I de 'O capital', de Karl Marx." [...]