Michael Löwy: Fora Temer, Diretas Já!

É urgente organizar um amplo movimento, como o de 1985 contra a ditadura militar agonizante, em torno da palavra de ordem “Diretas Já”!

michael diretas ja

Por Michael Löwy.

O dia 31 de agosto de 2016 ficara na historia do Brasil como o momento em que a democracia de baixa intensidade foi substituída por “Democracia Zero”. Num total e absoluto desprezo pelo voto democrático da população brasileira, o Senado ratificou o “impedimento” de Dilma Rousseff. Tenho muitas críticas ao governo de Dilma, que tentou desesperadamente “fazer média” com os banqueiros e com os latifundistas. Não deu certo: eles não querem concessões e compromissos, querem governar diretamente. Dilma foi vítima desta intolerância das elites parasitarias que dominam o país ha séculos e que desejam, urgentemente, desmantelar as (poucas) conquistas sociais dos últimos anos.

Sem nenhuma base jurídica, o processo contra Dilma foi armado em cima de pretextos ridículos e absurdos. A oligarquia brasileira – financeira, industrial, rural, midiática, jurídica, etc. – pôs em execução um golpe de estado pseudo-legal, através de seu instrumento político, o partido dominante que controla ambas as Câmaras, o PQB (Partido dos Quatro Bs: Bancos, Boi, Bíblia e Bala. Talvez deveria se acrescentar uma letra: C, de “Corrupção”. Tal e qual Paraguai e Honduras, países sofridos que quase nunca conheceram democracia. Para realizar seu objetivo as elites econômicas capitalistas armaram uma aliança de ferro com os setores mais reacionários, obscurantistas e retrógrados da sociedade brasileira: os campeões da misoginia, da homofobia, da intolerância religiosa e da pena de morte. O resultado é este governo Temer, monstrengo ilegal, ilegítimo, impopular e espúrio, cujo primeiro ato será reduzir o orçamento da educação e da saúde…

O momento não é para lamentos, ou resignação, mas para a resistência. Tem agora a palavra um personagem que não foi nem ouvido, nem consultado, durante estes meses de “processo”: a população brasileira. É urgente organizar um amplo movimento, como o de 1985 contra a ditadura militar agonizante, em torno da palavra de ordem “Diretas Já”! Chega de conchavos parlamentares, manobras pseudo-jurídicas, e golpes de estados senatoriais. É o povo brasileiro que deve eleger o Presidente da República e não uma clique de políticos do PQB.

Fora Temer e Diretas Já!

Liberado e-book gratuito de Por que gritamos golpe?

Michael Löwy é um dos autores do mais novo livro de intervenção da Boitempo, Por que gritamos golpe? Para entender o impeachment e a crise política no BrasilSó até a meia-noite de domingo (4/9), o e-book do livro está disponível para download gratuito nas livrarias abaixo:

Descrito pela Carta Capital como uma “frente ampla intelectual contra o golpe”, o livro conta com ensaios inéditos de 30 autores, entre pesquisadores, professores, ativistas, representantes de movimentos sociais, jornalistas e figuras políticas, que desenham uma genealogia da crise política, esquadrinham as ameaças que se colocam à democracia e aos direitos conquistados pela Constituição de 1988 e apontam caminhos para a superação de nossos impasses políticos.

Prefere ler no papel? A versão impressa do livro está sendo comercializada a preço de custo por apenas R$ 15 nas principais livrarias do país: 😉

◢ Livraria Cultura — http://bit.ly/culturagolpe
◢ Livraria da Travessa — http://bit.ly/travessagolpe
◢ Livraria Martins Fontes — http://bit.ly/martinsgolpe
◢ Livraria Saraiva Online — http://bit.ly/saraivagolpe
◢ Livraria da Folha — http://bit.ly/folhagolpe
◢ Livraria Livros & Livros — http://bit.ly/livrosgolpe
◢ Livraria Cia dos Livros —http://bit.ly/ciagolpe

#ForaTemer #GolpeÉGolpe #TemerGolpista#VaiTerLuta #NenhumDireitoAMenos

***

Michael Löwy, sociólogo, é nascido no Brasil, formado em Ciências Sociais na Universidade de São Paulo, e vive em Paris desde 1969. Diretor emérito de pesquisas do Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS). Homenageado, em 1994, com a medalha de prata do CNRS em Ciências Sociais, é autor de Revolta e melancolia: o romantismo na contracorrente da modernidade, Walter Benjamin: aviso de incêndio (2005), Lucien Goldmann ou a dialética da totalidade (2009), A teoria da revolução no jovem Marx (2012), A jaula de aço: Max Weber e o marxismo weberiano (2014) e organizador de Revoluções (2009) e Capitalismo como religião (2013), de Walter Benjamin, além de coordenar, junto com Leandro Konder, a coleção Marxismo e literatura da Boitempo. Colabora com o Blog da Boitempo esporadicamente.

13 comentários em Michael Löwy: Fora Temer, Diretas Já!

  1. Herli J. de Menezes // 02/09/2016 às 15:26 // Responder

    Caro Michel Löwy,
    Acho interessante a sua análise, mas tenho algumas reservas ou mais propriamente, dúvidas sobre a sua proposta. Claro que sou favorável, mas desde que as Eleições Diretas sejam precedidas por uma ampla reforma política e midiática. Caso contrário, mais uma vez, como em 85 seremos traídos tal como o fomos pelo trio Ulysses-Tancredo-Sarney. Claro que somente com uma ampla mobilização e movimento de massas conseguiremos barrar, não apenas este golpe fascista, como discutir uma proposta, que eu chegaria a dizer quede salvação nacional; pois estamos sob risco de nos aniquilarmos como nação soberana. O que os golpistas estão maquinando é nos colocar de joelhos, totalmente submetidos ao imperialismo americano. Assim a pauta das Diretas Já não pode ser desvinculada com a da Reforma Política e Midiática, caso contrário as Diretas seriam realizadas sob a égide da #GloboGolpista e de seus lacaios, os partidos do boi, da bala, da bíblia e da corrupção

    Curtir

  2. Herli Menezes // 02/09/2016 às 15:30 // Responder

    Duas correções, primeiro o seu nome Michael, segundo “que eu chegaria a dizer que é de salvação nacional”…

    Curtir

  3. Antonio Elias Sobrinho // 02/09/2016 às 18:58 // Responder

    Entendi perfeitamente a palavra de ordem e apoio integralmente. Lógico que para quem vem acompanhando a política brasileira ela é frágil e, se vencedora, fica constantemente na linha de risco. Porém, não é razoável, num momento como este, que nem força tivemos para evitar o golpe, ficarmos imaginando coisas mais sofisticadas. Acho, também, que no momento a inciativa mais acertada é erguer uma bandeira viável, que é tentar fazer com que o voto popular volte a ser soberano. O resto, pensa-se e tenta-se depois.

    Curtir

  4. Ricardo Alves de Moraes // 03/09/2016 às 20:47 // Responder

    Diretas já!!!
    Enquamto palavra de ordem pode ser.
    Enquanto proposta tem que ser ampliada.
    Não há como governar sem Eleições Gerais!
    É necessário encurtar o mandato de parlamentares corruptos e golpistas!

    Curtir

  5. Wilma Martins de Mendonça // 04/09/2016 às 15:44 // Responder

    Muito bem, Michael Löwy.
    Discurso lúcido e combativo.
    Continuo a gostar de você.
    Profa. Wilma Martins de Mendonça (UFPB)

    Curtir

  6. Mais do que interessante, necessário!
    Reencontrar o equilíbrio e a confiança na democracia será o mais difícil. Nunca precisamos tanto de eleições.
    Mas de todas as perdas talvez essa seja a pior:
    http://novoexilio.blogspot.com.br/2016/09/o-golpe-na-amendoeira-por-alexandre.html

    Resistir.

    Curtir

  7. André Soares // 04/09/2016 às 18:11 // Responder

    “Só até a meia-noite de domingo (4/9), o e-book do livro está disponível para download gratuito nas livrarias abaixo:.”..

    Os links redirecionam para o facebook, não estou conseguindo baixar

    Curtir

  8. André Soares // 04/09/2016 às 22:18 // Responder

    alguém conseguiu fazer o download gratuito ???

    Curtir

  9. André Soares // 04/09/2016 às 22:21 // Responder

    nenhum dos links acima disponibilizou…forças maiores? desisto!

    Curtir

  10. Anderson Dantas // 06/10/2016 às 15:53 // Responder

    Prezado, Michael

    Embora “As Diretas Já”, seja o desejo de milhares de pessoas que estão entristecidas e preocupadas com a sombra de um presente e um futuro nefastos, quem assegura que isso seria a maior solução? Vejamos, se as eleições para Prefeito e vereadores foi um desastre, eleições presidenciais não seriam um hecatombe?

    Curtir

1 Trackback / Pingback

  1. O CONTRAGOLPE TOMA CONTA DAS RUAS: Movimento “Fora Temer” explode pelo Brasil afora e demanda “Eleições Diretas Já!” (Textos: M. Löwy, Marilena Chauí, Leonardo Sakamoto & Eduardo Alves da Costa) | A CASA DE VIDRO.COM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: