sergio moro

Cultura inútil: Hipócritas!

17/06/2019 // 4 comentários

Mouzar Benedito reúne as melhores frases e ditados sobre “hipocrisia”, de Jesus Cristo a Clarice Lispector, passando por Tim Maia e Margaret Thatcher, em coluna especial da série Cultura Inútil. [...]

Justiça e religião

21/02/2019 // 2 comentários

Por Mouzar Benedito / "Há juízes que nunca tiveram contato com a realidade, podem ser bem formados e bem-intencionados, mas parece que sempre viveram numa redoma e às vezes tomam decisões que parecem totalmente fora de propósito." [...]

Cultura inútil: Ladrões são os outros

29/01/2019 // 2 comentários

Podemos fazer as mesmas coisas que eles, mas não nos classificamos com os mesmos adjetivos, como ladrão ou corrupto. Mouzar Benedito aproveita o clima político para reunir as melhores frases e ditados sobre "ladrões". [...]

Estado de exceção e decadência estética

17/04/2018 // 4 comentários

Por Rosane Borges / "Os objetos da coleção de obscenidades políticas não param de desfilar efusivamente à nossa frente. De fato a brutalidade, as imagens intoleráveis e o obsceno também representam o novo normal." [...]

Uma chance para a Política

24/01/2018 // 1 comentário

Por Antonio Martins / "A História teima em não terminar. Planejado para consolidar poder conservador, julgamento de Lula pode abrir uma nova onda de mobilização popular." [...]

Neste momento, defender Lula é defender a justiça e a democracia

23/01/2018 // 15 comentários

Por Luis Felipe Miguel / "O que se condena em Porto Alegre não é o ex-presidente e seu direito de concorrer às eleições deste ano. O que se condena é o que resta do império da lei e da democracia formal no Brasil. Se não ocorrer algum inesperado e o TRF-4 seguir o script, amanhã o golpe terá dado um novo e importante passo e estaremos ainda mais próximos da instauração de uma ordem abertamente autoritária." [...]

Os grandes detetives têm intuições, convicção e… provas!

05/07/2017 // 5 comentários

Por Flávio Aguiar / "O mais famoso dos primeiros detetives da Scotland Yard – Jack Whicher –, lembra, de longe, os tenazes procuradores e juízes de Curitiba, Brasília e arredores, empenhados em desdobrar em acusações as suas convicções arraigadas em sua personalidade. Além disto, Whicher, reconhecidamente, inspirou a criação de uma plêiade de detetives ingleses, incluindo o famoso Sherlock Holmes. É. Mas há diferenças gritantes. A mais importante delas é a de que uma vez estabelecida a sua convicção, o trabalho do detetive se concentrava na obtenção de provas materiais que a corroborassem. Sem isto, o caso desabava. " [...]

Triste fim da imprensa? O embate entre Lula e Moro “em revista”

22/05/2017 // 8 comentários

Por Rosane Borges / "A atual crise da imprensa é, na verdade, a crise do modelo de negócio que estruturou a imprensa monopolista e não do jornalismo. Faz-se urgente o exercício do jornalismo para além das fronteiras de um negócio que, para manter-se a todo o custo, atenta contra os princípios da própria imprensa." [...]

Herói: tem para todos os gostos

22/08/2016 // 6 comentários

Por Mouzar Benedito / "Vi recentemente uma revista que trazia na capa a foto do juiz Sérgio Moro e o título “Herói do Brasil”. E tem quem defenda sua candidatura a presidente da República. Antes dele, outro magistrado, Joaquim Barbosa, então ministro do STF, também foi chamado de herói e chegou a entrar nas pesquisas de intenção de votos para presidente. E pular da condição de “herói” para a política não é incomum." [...]