lula

As eleições e as comparações perigosas

09/08/2018 // 10 comentários

Por Flávio Aguiar / Afinal, quem é o Trump brasileiro? Bolsonaro poderia ser equiparado a uma Marine Le Pen? Debaixo desse tipo de “comparação perigosa”, a que mesmo as esquerdas são convidadas, fica o ímpeto do desfoque de herança colonial. É como se para nos apoderarmos de nossa própria história precisássemos da comparações europeias ou, pelo menos, advindas do hemisfério norte. [...]

A regra do jogo

24/04/2018 // 30 comentários

Por Christian Dunker / "O pior aspecto da prisão de Lula é que ela simboliza a derrota de um projeto e a extinção de uma perspectiva de Brasil. Abole-se também a ideia de que é possível partilhar modos de exercer o poder e de o alternar. Sai vitoriosa uma concepção arcaica de poder." [...]

Estado de exceção e decadência estética

17/04/2018 // 4 comentários

Por Rosane Borges / "Os objetos da coleção de obscenidades políticas não param de desfilar efusivamente à nossa frente. De fato a brutalidade, as imagens intoleráveis e o obsceno também representam o novo normal." [...]

Lula, preso político do novo ciclo da direita no Brasil

09/04/2018 // 5 comentários

Por Milton Pinheiro / "No limiar do século XXI, o ex-presidente se transformou em um preso político do novo ciclo da direita no Brasil. Portanto, a defesa da sua liberdade e dos seus direitos políticos pode ser um passo inicial para a construção da frente única contra as contrarreformas, pelos direitos dos trabalhadores/as, argamassa necessária para derrotar as pautas regressivas, o obscurantismo e avançar na construção de uma plataforma de lutas que movimente a classe trabalhadora com todas as suas especificidades." [...]

E agora? É hora de chutar o tabuleiro!

26/01/2018 // 26 comentários

Por Mauro Iasi / "Marx disse certa vez que não se deve brincar com a insurreição se não quiser levá-la até as últimas consequências. Ao que parece o lulopetismo espera que as massas garantam que Lula não seja preso e dispute as eleições, mas que depois saiam de cena para que tudo volte aos trilhos da normalidade para que se possa remendar o pacto social esgarçado pelo golpe. De certa maneira a rebelião das massas se converte em um instrumento de chantagem ou ameaça para que os segmentos burgueses caiam em si e aceitem renegociar os termos do pacto." [...]

Os juízes sem juízo

26/01/2018 // 22 comentários

Por Flávio Aguiar / "Disse o excelente jornalista Mark Weisbrot no NY Times que as argumentações apresentadas contra o réu não seriam aceitas num tribunal norte-americano. Porque falavam apenas de indícios e de denúncias de gente favorecida por os e as apresentarem, não de provas. Mas é bom devolver a Washington o que é de Washington. Ao contrário do que diz o senso comum, inclusive o de esquerda, o modelo em voga de “soft coup” ou de “golpe branco” não nasceu em Honduras." [...]