Edemilson Paraná

Três dimensões da tragédia da esquerda no início do século XXI

29/06/2017 // 13 comentários

Edemilson Paraná faz um panorama esquemático da prática cotidiana das esquerdas nos espaços de luta política em que habita no presente, as classifica em três grandes “correntes” e se pergunta: "E se, na busca por uma esquerda conectada com os desafios de nosso tempo, conseguíssemos nos pautar pela necessidade de reter as virtudes e descartar os vícios de cada um desses tipos?" [...]

Brasil 2016: preparando a (nova) gestão de uma crise permanente

11/11/2016 // 6 comentários

Por Edemilson Paraná / "A caixa de Pandora foi aberta, os males estão à solta, e se engana, portanto, quem espera estabilidade. O tempo da política se acelerou. Sem ingenuidade, e com muita perspicácia, a reorganização das esquerdas precisará tirar proveito dessas eventuais janelas de oportunidade para ganhar posições relativas." [...]

Dilma é derrubada. Cai também a tese da democracia

09/09/2016 // 5 comentários

"O dia 31 de agosto do ano de 2016 acaba de entrar para os anais dos importantes acontecimentos da história nacional por conta da condenação – sem provas – da presidente da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff, não supérfluo o registro, reeleita pelo voto livre e direto em 26 de outubro de 2014 para um mandato de quatro anos (2015-2018). Foi uma cassação política, um golpe!" [...]

O Brexit e as esquerdas: as contradições da razão europeísta

28/07/2016 // 3 comentários

"O que faremos se os americanos elegerem Trump? Ou se os franceses elegerem Le Pen? Certamente, a resposta para tanto não pode, nem deve, ser moral. Nem deve ser apenas uma “reação”. É preciso evitar isso por meio da autêntica ação política." Edemilson Paraná e Hugo Albuquerque no Espaço do Leitor [...]

Um novo tsunami financeiro global a caminho?

01/02/2016 // 5 comentários

Edemilson Paraná / "Preço do petróleo mais baixo em décadas, desaceleração chinesa, recrudescimento da política monetária estadunidense com consequente desvalorização das demais moedas nacionais (em especial de emergentes), queda da demanda global à medida que as economias seguem presas ao atoleiro do desemprego e baixo crescimento. Essa combinação bombástica de fatores tem sido apontada por muitos analistas como a tempestade perfeita (“perfect storm”, no linguajar dos “mercados”) capaz de produzir um iminente tsunami financeiro internacional, maior e mais grave do que aquele de 2008, conforme sustentam os mais alarmistas." [...]

Reflexões de um ‘milifestante’

18/01/2016 // 4 comentários

"Tenho 22 anos. Acabo de chegar em minha casa depois de ter participado do 3º ato contra o aumento da tarifa dos transportes públicos da cidade de São Paulo. Fiz o percurso que foi do Theatro Municipal até o MASP. Tirando uma bomba que ouvimos no meio da manifestação (e não sabemos de que lado veio), foi tranquila. Nunca tinha visto tantos policiais em toda a minha vida reunidos e em pose de guerra. Tive notícia de que depois de terminada a manifestação, enquanto os manifestantes que tentaram pegar o metrô da linha verde, estação Consolação, negociavam a possibilidade de terem uma catraca livre, foram reprimidos com bombas de efeito moral jogadas pela tropa de choque. Gente que nem tinha ido manifestar e não seria o “alvo” dessa patuscada acabou sofrendo." [...]

A lógica do império do capital (Uma homenagem a Ellen Wood)

15/01/2016 // 2 comentários

"Não há como entender o que é o imperialismo capitalista sem passar por O império do capital de Ellen M. Wood. Publicado originalmente em língua inglesa em 2003, a obra se tornou acessível ao público brasileiro em 2014 com uma cuidadosa edição da Boitempo. Ela conseguiu demonstrar que no imperialismo do século XXI o Estado continua tão necessário quanto antes. Mais forte do que isso: é necessário um sistema internacional de múltiplos Estados que garanta o funcionamento do império do capital. O sujeito do processo imperialista é o capital – e não uma burocracia estatal qualquer. Nesse pequeno texto, apresentarei minha interpretação sobre um aspecto da contribuição magistral de Ellen M. Wood para a compreensão da lógica do imperialismo capitalista de nossos dias. Trata-se de uma homenagem à pessoa por meio de sua obra." [...]

Caso Vale/BHP/Samarco: o problema é a eficiência

02/12/2015 // 2 comentários

Edemilson Paraná / "Desde que o desastre ecológico ocorreu têm sobrado análises sobre a suposta ineficiência corporativa e governamental que figuram entre as causas de uma dentre as maiores catástrofes socioambientais da história brasileira. Tais leituras, por mais rigorosas que sejam do ponto de vista técnico, erram no fundamental. O problema não foi causado por ineficiência de nenhuma das partes envolvidas, mas, ao contrário, pelo excesso de eficiência de todas elas. Explico." [...]