Colaborações especiais

Modelos vivos, vivazes e vivaldinos. Viva Laerte!

06/12/2016 // 1 comentário

Gilberto Maringoni / "Uma preciosa coletânea da melhor fase de Laerte nos quadrinhos já pode ser adquirida nas boas casas do ramo. E, como atrativo adicional, vem embalada em belos exercícios do que antigamente se chamava 'desenho ao natural'." [...]

Chamemos a coisa pelo nome: pilhagem, rapinagem, espoliação!

02/12/2016 // 7 comentários

Por Felipe Brito / "Chamemos logo a coisa pelo nome: pilhagem, rapinagem, espoliação! Vidrados e agarrados a essa coisa, os endinheirados e poderosos no Brasil insistem na tese segundo a qual o orçamento público do país não comporta a Constituição Federal de 1988 – o que, conforme já registrado, significa assumir, na prática, que uma enorme massa de mulheres e homens não cabe no Produto Interno Público (PIB) brasileiro. Nada além de uma monstruosa coerência com as coordenadas de uma formação social estruturada sobre séculos de escravidão, rapinagem de recursos naturais, que naturaliza o extermínio da juventude negra, pauperizada e moradora de favelas." [...]

PEC e Chapecó

01/12/2016 // 1 comentário

Por Ludmila Abílio / "As ironias do destino quiseram que no dia da votação da “PEC da morte” o mundo parasse para encarar a tragédia de um time de futebol brasileiro dilacerado. O acidente, lembrando Paul Virilio, nos devolve brutalmente a percepção histórica do que está naturalizado. Para o governo brasileiro, tamanho acontecimento não só não interrompeu o fluxo, como serviu de acelerador para desviar das tensões sociais. Desvio feito à base de Choque. Ao contrário da Colômbia, em Brasília as vidraças ainda contam mais que corpos vivos." [...]

Terra arrasada

28/11/2016 // 2 comentários

Por Marcos Barreira / "Mais do que uma crise do PT, o que a primeira eleição após o colapso do 'pacto social' revela é um cenário devastador para a esquerda." [...]

Boitempo anuncia o mais ambicioso projeto de István Mészáros

18/11/2016 // 11 comentários

É com imensa honra que a Boitempo anuncia a publicação do grande projeto da vida madura de István Mészáros. Sabe-se que, nos últimos quinze anos, o filósofo marxista tem se dedicado quase integralmente à escrita de um ambicioso tratado sobre o Estado. Porém, até agora, o título e a dimensão de tal empreitada eram do conhecimento apenas do autor e de sua editora brasileira. [...]

Cabo Dias, o revolucionário de 1935

18/11/2016 // 3 comentários

Por Milton Pinheiro / "Está completando 103 anos do nascimento de Giocondo Dias, o dirigente político que substituiu Luiz Carlos Prestes na Secretaria Geral do PCB. Trata-se do cabo Vermelho, um dos comandantes do governo revolucionário de quatro dias, no Rio Grande do Norte, em 1935." [...]