Cultura inútil: O que eles disseram

14.11.25_Mouzar Benedito_O que eles disseram_Por Mouzar Benedito.

Albert Einstein: “Só os estúpidos precisam de organização. Os gênios controlam o caos”.

* * *

Goethe: “O homem de bom senso jamais comete uma loucura de pouca importância”.

* * *

Humberto de Campos: “A evolução da sociedade é feita, aliás, não pela democratização das elites, mas pela aristocratização da plebe”.

* * *

Afonso Schimidt: “As prostitutas têm sido mais úteis aos homens do que Moisés ou Zoroastro”.

* * *

Juca Chaves: “Água morro abaixo, fogo morro acima e mulher quando quer dar, ninguém segura”.

* * *

Camilo Castelo Branco: “Se começarmos a ver o mundo tal qual é, a poesia acaba toda”.

* * *

Afrânio Peixoto: “De todas as incapacidades humanas a mais certa é a de prever”.

* * *

Mae West: “Entre dois males, escolho sempre aquele que ainda não experimentei”.

* * *

Júlio Ribeiro: “Dos insubmissos tem emanado todo o progresso social”.

* * *

Dom Francisco Manuel de Melo: “Nunca me arrependi do que não disse”.

* * *

Millôr Fernandes: “Psicanalista é uma espécie de mágico que tira cartolas de dentro dos coelhos”.

* * *

Medeiros e Albuquerque: “Estudando as origens de quase todas as cerimônias religiosas, vê-se que elas são, ora pueris, ora grosseiras”.

* * *

Marilyn Monroe: “Os homens passam, os diamantes ficam”.

* * *

Latino Coelho: “Dantes havia público e autores, homens que liam e poucos que escreviam; hoje é o contrário – todos escrevem, e ninguém lê”.

* * *

Stanislaw Ponte Preta: “Macrobiótica é um regime alimentar para quem tem 77 anos e quer chegar aos 78”.

* * *

Juracy Magalhães (governador da Bahia durante a ditadura): “O que é bom para os Estados Unidos, é bom para o Brasil”.

* * *

General Figueiredo (quando o último presidente da ditadura iniciada em 1964, quando perguntado o que faria se fosse operário e ganhasse salário mínimo): “Dava um tiro no coco”.

* * *

Jarbas Passarinho (quando era ministro da Educação e, como os outros ministros, assinou o AI-5): “Às favas com os escrúpulos”.

* * *

Plínio Salgado: “O integralismo nega a eficácia do voto, nega a concepção democrática do cidadão, condena o sufrágio universal”.

* * *

Assis Chateaubriand: “A clareza se revolta contra a religião, que é a obscuridade, o simbolismo e o mistérios”.

* * *

Garrincha (enquanto os demais jogadores comemoravam a vitória sobre a Suécia e a conquista da Copa do Mundo, em 1958): “Que torneio mixo! Não tem nem segundo turno?”.

* * *

Marquês de Maricá: “Os homens mais respeitados não são sempre os mais respeitáveis”.

* * *

Capistrano de Abreu: “Constituição brasileira, artigo único: todo brasileiro é obrigado a ter vergonha”.

* * *

Heitor Moniz: “De vez em quando sopra na humanidade o vento da loucura. Há um grande entusiasmo coletivo. Os povos sublevam-se, tomam as armas, fazem a revolução”.

* * *

Machado de Assis: “Em verdade vos digo que toda a sabedoria humana não vale um par de botas curtas”.

* * *

Guimarães Rosa: “Trabalho não é vergonha, é só uma maldição”.

* * *

Mark Twain: “Uma mentira é capaz de dar a volta ao mundo enquanto a verdade ainda calça os sapatos”.

* * *

Agripino Grieco: “A sarna é uma das poucas distrações que restam aos pobres”.

* * *

Victor Hugo: “Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha”.

* * *

Viana Moog: “Temos a capacidade de tornar sensacional o que em si mesmo não tem a menor importância”.

* * *

Abraham Lincoln: “A melhor forma de destruir seu inimigo é converter-lhe em seu amigo”.

* * *

Roquette Pinto: “Os escravos sempre serviram para carregar, entre outros fardos, a culpa dos senhores”.

* * *

O povo (nome de um bloco de carnaval do Rio): “Simpatia é quase amor”.

* * *

Charlie Chaplin: “A vida é uma tragédia quando vista de perto, mas uma comédia quando vista de longe”.

* * *

Carmem Mayrink Veiga: “Há duas coisas que nunca pretendo fazer: esportes e trabalhar”.

* * *

Vinícius de Moraes: “O uísque é o melhor amigo do homem. É o cachorro engarrafado”.

* * *

Galeão Coutinho: “O charuto é a chaminé da prosperidade”.

* * *

Voltaire: “É perigoso estar certo quando o governo está errado”.

* * *

Luís Fernando Veríssimo: “Às vezes, a única verdade em um jornal é a data”.

* * *

Gondin da Fonseca: “Judas era um cidadão respeitável comparado a certos entreguistas do Brasil”.

* * *

Mário Quintana (sobre seus críticos): “Todos esses que aí estão atravancando meu caminho, eles passarão… eu passarinho”.

* * *

Chico Xavier: “Ambiente limpo não é o que mais se limpa. É o que menos se suja”.

* * *

Marquês de Maricá: “O roubo de milhões enobrece os ladrões”.

* * *

Walther Waeny: “O homem é um animal racional. Racional, às vezes; animal, quase sempre”.

* * *

Graciliano Ramos: “Tanto faz morrer assim como assado. Tudo é morrer. Crucificado ou de prisão de ventre, em combate glorioso ou forca, o resultado é o mesmo”.

* * *

Roberto das Neves: “O mundo começou por um incesto e um fratricídio, e até hoje não melhorou”.

* * *

Câmara Cascudo: “Nações e frutos têm sua hora natural de maturação”.

* * *

O povo (ditado popular): “Casa de mulher feia não precisa de tramela”.

* * *

Constâncio Alves: “Há anedotas que passam de celebridade em celebridade, como roupas de aluguel, que passam de corpo em corpo”.

* * *

Érico Veríssimo: “A gente foge da solidão quando tem medo dos próprios pensamentos”.

* * *

O povo (dito popular): “O tempo tudo cura, menos a velhice”.

* * *

César Zama: “Suicidem-me os senhores, porque por minhas mãos eu não me suicido”.

* * *

Paula Nei: “A maternidade é um fato, mas a paternidade é um problema”.

* * *

Carlito Maia: “Quem tem mãe não sabe o que está perdendo”.

* * *

Aristides Ávila: “A diferença é a seguinte: apetite é fome de quem tem o que comer; fome é apetite de quem não tem o que comer”.

* * *

Antônio Carlos de Andrada (governador de Minas, pouco antes de estourar a revolução de 1930): “Façamos a revolução antes que o povo a faça”.

* * *

Pedro Ferreira da Silva: “A família é uma comuna dentro de uma sociedade que condena o comunismo”.

* * *

Groucho Marx: “Acho que televisão é muito educativa. Todas as vezes que alguém liga o aparelho, vou para a outra sala e leio um livro”.

* * *

Ferreira de Almeida: “Atleta é um indivíduo que é forte demais para trabalhar”.

* * *

Lula (num comício pelas eleições diretas, em 1987): “Se disputasse uma eleição, os votos do Sarney não dariam para encher um penico”.

* * *

Jules Lévy: “O ventre é a primeira sala de espera”.

* * *

Paulo Leminski: “A vida não imita a arte. Imita um programa ruim de televisão”.

* * *

Clarice Lispector: “Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro”.

* * *

Menotti Del Picchia: “Todos têm medo da felicidade porque a felicidade se parece muito com a morte”.

* * *

Cid Cercal: “A ignorância das ignorâncias é a ignorância da própria ignorância”.

* * *

Darcy Ribeiro: “Mestrado é só para mostrar que o sujeito é alfabetizado, pois a metade dos que estão na Universidade não sabe ler”.

* * *

Mário Pires (meu amigo, tomando uma cachaça): “Mens sana, in corpore cana”.

* * *

Paulo Francis (há quem atribua essa frase a Jaguar): “Intelectual não vai à praia. Intelectual bebe!”.

* * *

Jânio Quadros (esta sim, eu tenho quase certeza que foi dita por Jaguar, quando lhe perguntaram porque ele bebia, mas Jânio ficou com a fama): “Bebo porque é líquido. Se fosse sólido, eu comia”.

* * *

Maxim Gorki: “Esse negócio de ‘busca de Deus’ deve ser proibido por algum tempo. Afinal, é uma ocupação totalmente inútil”.

* * *

Geraldo Tartaruga (contador de causos de São Luiz do Paraitinga): “Antigamente, o diabo aparecia pros fazendeiros. Agora não aparece mais, porque tem medo”.

* * *

Bocage: “A vida é filha da puta, / a puta é filha da vida… / Nunca vi tanto filho da puta / na puta da minha vida”.

* * *

Emílio de Meneses: “Beber é uma necessidade, saber beber uma ciência, embriagar-se uma infância”.

* * *

Jorge Luis Borges: “O casamento é um destino pobre para uma mulher”.

* * *

Lima Barreto: “Não é só a morte que iguala a gente. O crime, a doença e a loucura também acabam com as diferenças que a gente inventa”.

* * *

Gino Meneghetti: “O comerciante é um ladrão que tem paciência”.

* * *

Beppe, avô de Meneghetti, quando soube que o neto, ainda menino, havia praticado roubos, e o aconselhando a não ser um ladrãozinho: “Muitos dos homens bem colocados que você vê aqui em Pisa são ladrões refinados, mas roubam dentro da legalidade. São ladrões da pátria, ladrões de salão. Roubam e a lei ainda lhes presta honras, porque dependem deles para aumentos, nomeações e outras coisas. Durante sua vida você vai ver muitos destes, vá em que país for, porque o mundo está cheio deles. São vigaristas e ladrões, mas vigaristas e ladrões bem sucedidos. Roubam milhões e nada acontece”.

* * *

Barão de Itararé: “O casamento é uma tragédia em dois atos. Um no civil e um no religioso”.

* * *

Por que não terminar com algo de minha autoria? Lá vai: “Entrou por um ouvido e saiu pelo outro: foi tiro de fuzil”.

***

Ou clique aqui, para ver todas as outras colunas da série “Cultura inútil”, de Mouzar Benedito, no Blog da Boitempo!

***

Mouzar Benedito, jornalista, nasceu em Nova Resende (MG) em 1946, o quinto entre dez filhos de um barbeiro. Trabalhou em vários jornais alternativos (Versus, Pasquim, Em Tempo, Movimento, Jornal dos Bairros – MG, Brasil Mulher). Estudou Geografia na USP e Jornalismo na Cásper Líbero, em São Paulo. É autor de muitos livros, dentre os quais, publicados pela Boitempo, Ousar Lutar (2000), em co-autoria com José Roberto Rezende, Pequena enciclopédia sanitária (1996) e Meneghetti – O gato dos telhados (2010, Coleção Pauliceia). Colabora com o Blog da Boitempo quinzenalmente, às terças. 

1 comentário em Cultura inútil: O que eles disseram

  1. Elza Gonçalves // 25/11/2014 às 16:09 // Responder

    Adorei esta “cultura inútil”, pois tem muitas verdades…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: