viração

Uberização do trabalho: subsunção real da viração

22/02/2017 // 10 comentários

Por Ludmila Costhek Abílio / "Em outubro de 2016, o governo de Michel Temer sancionou uma lei que passou desapercebida nos embates sobre as terceirizações. A lei “Salão parceiro – profissional parceiro” desobriga proprietários de salões de beleza a reconhecerem o vínculo empregatício de manicures, depiladora(e)s, cabelereira(o)s, barbeiros, maquiadora(e)s e esteticistas. O estabelecimento torna-se responsável por prover a infraestrutura necessária – os demais trabalhadores seguem sendo reconhecidos como funcionários – para que suas “parceiras” e “parceiros”, agora legalmente autônomos, realizem seu trabalho. Assim, aquela manicure que trabalha oito horas por dia ou mais, seis vezes por semana, para o mesmo salão, poderá ser uma prestadora de serviços." [...]

PEC e Chapecó

01/12/2016 // 1 comentário

Por Ludmila Abílio / "As ironias do destino quiseram que no dia da votação da “PEC da morte” o mundo parasse para encarar a tragédia de um time de futebol brasileiro dilacerado. O acidente, lembrando Paul Virilio, nos devolve brutalmente a percepção histórica do que está naturalizado. Para o governo brasileiro, tamanho acontecimento não só não interrompeu o fluxo, como serviu de acelerador para desviar das tensões sociais. Desvio feito à base de Choque. Ao contrário da Colômbia, em Brasília as vidraças ainda contam mais que corpos vivos." [...]

Feliz dia da viradora emergente

08/03/2015 // 1 comentário

[Débora Maria da Silva, fundadora do movimento Mães de Maio.] Por Ludmila Abílio. Quando Jurema escutou os tiros no escadão, quase desmaiou. Não precisava ver para saber que sua intuição de [...]