nacionalismo

O Brasil na geopolítica mundial da Covid-19 e do caos sistêmico

09/04/2020 // 2 comentários

Por Carlos Eduardo Martins / Eis o novo patamar de dependência e subordinação que se impõe sobre a economia brasileira: um capitalismo miliciano e chantagista de uma burguesia dependente que, na defensiva, abre mão do desenvolvimento das forças produtivas e vai se subordinando à liderança de uma lumpenburguesia servil que cobra comissões e vive de oportunidades cambiais para fabricar o seu próprio capital fictício. [...]

Guedes/Bolsonaro e o Plano Ipiranga da nova etapa da dependência no Brasil 

12/03/2020 // 1 comentário

Por Carlos Eduardo Martins / Eis o novo patamar de dependência e subordinação que se impõe sobre a economia brasileira: um capitalismo miliciano e chantagista de uma burguesia dependente que, na defensiva, abre mão do desenvolvimento das forças produtivas e vai se subordinando à liderança de uma lumpenburguesia servil que cobra comissões e vive de oportunidades cambiais para fabricar o seu próprio capital fictício. [...]

Cultura inútil: Nacionalismo e patriotismo

11/07/2018 // 8 comentários

No rescaldo da derrota da seleção brasileira na Copa do Mundo, Mouzar Benedito propõe uma reflexão sobre nacionalismo e patriotismo, e reúne as melhores frases e ditados sobre o tema, de Einstein a Rosa Luxemburgo, passando por Cecília Meireles e Schopenhauer. [...]

Na galeria dos esquecidos, Gondin da Fonseca

23/10/2017 // 4 comentários

Por José Paulo Netto / "Pense o leitor num ativo e polêmico personagem da cena político-cultural brasileira que, em aproximadamente quinze anos (1950-1965), vendeu cerca de um milhão de exemplares de seus livros. Repita-se: um milhão de exemplares." [...]

Existências diaspóricas. Caminhos que convergem.

03/05/2017 // 1 comentário

Por Juliana Borges / "Judith Butler propõe-se, pela perspectiva da teoria crítica, a apresentar questões e reflexões sobre possibilidades, divergências, mas, sobretudo, sobre as convergências entre o povo judeu e o povo palestino. Evoca, portanto, conceitos de igualdade, justiça, culpa, perdão, pluralidade, alteridade para propor princípios éticos, absolutamente indissociados da judaicidade em sua visão, norteadores de uma ação que reestabeleça diálogos menos apaixonados e mais cooperativos e democráticos. Ou seja, uma ética emancipatória e de reconhecimento do outro como constitutivo de nós mesmos." [...]