Giovanni Alves

Terceirização e neodesenvolvimentismo no Brasil

11/08/2014 // 5 comentários

Giovanni Alves / "Caso o STF libere a terceirização como almeja o empresariado, a Justiça do Trabalho receberá um golpe histórico. A expansão das relações de trabalho flexíveis como ocorreu na década de 2000, torna mais opaca a luta de classes com a invisibilização das personas do capital. O disfarce da relação de emprego oculta a subalternidade estrutural do trabalho ao capital e reforça a concorrência entre os próprios trabalhadores. Portanto, a terceirização não se restringe a ser um mecanismo de rebaixamento salarial, mas é um mecanismo de ocultação ideológica, descaracterizando o conflito antagônico capital versus trabalho." [...]

Neodesenvolvimentismo e a nova miséria espiritual das massas no Brasil

07/07/2014 // 5 comentários

Giovanni Alves / "O neodesenvolvimentismo como modernização conservadora no Brasil nos projetou historicamente para um novo campo de possibilidade do pensamento crítico, capaz de elaborar um entendimento radical da civilização planetária do capital. O Brasil – quinta economia do mundo – está hoje no centro das misérias do capitalismo global, articulando, em si e para si, as contradições sociais da ordem metabólica do capital." [...]

A derrelição de Ícaro

02/06/2014 // 2 comentários

Giovanni Alves / "Na verdade, o paradoxo de Ícaro não se trata de destino humano irremediável, como supõe o termo derrelicção, mas exprime o fetichismo salarial vigente no mundo histórico do capital que se impõe a jovens escolarizados ansiosos por realização pessoal no interior da laboralidade intensa do mundo do capital. [...]

A invasão dos “proletaróides”

27/01/2014 // 15 comentários

Giovanni Alves / "Enquanto as manifestações de junho de 2013 expuseram a problemática social do precariado, os 'rolezinhos' nos shopping centers expõem mais uma dimensão das contradições das classes e suas camadas sociais no Brasil, abertas na era do neodesenvolvimentismo: a problemática social dos 'proletaróides'. [...]