80 anos de Domenico Losurdo e livro novo em breve!

No último domingo, Domenico Losurdo teria completado 80 anos. Como homenagem, apresentamos os livros do autor e selecionamos alguns vídeos da TV Boitempo para quem quer conhecer ou se aprofundar no pensamento do filósofo marxista italiano.

No último dia 14 de novembro, Domenico Losurdo teria completado 80 anos. Nascido em Sannicandro de Bari, no Sul da Itália, Losurdo doutorou-se com uma tese sobre Karl Rosenkranz e foi professor de História da Filosofia na Universidade de Urbino. Intelectual e militante comunista, voltou-se para o estudo de filósofos alemães como Kant, Hegel, Nietzsche e Heidegger. Após o fim da União Soviética, no início dos anos 1990, dedicou-se a quatro eixos centrais de pesquisa com análises eruditas e afiadas: a crítica do liberalismo, o balanço das experiências socialistas, a crítica do imperialismo e do colonialismo, e a crítica do marxismo ocidental. Faleceu em 28 de junho de 2018, deixando uma obra que marcou profundamente o marxismo do século XXI.

Apresentamos abaixo os livros de Losurdo publicados pela Boitempo (adiantamos uma novidade que chega em breve!) e fizemos uma seleção de vídeos da TV Boitempo para quem quer conhecer ou se aprofundar no pensamento do filósofo.

Colonialismo e luta anticolonial: desafios da revolução no século XXI (2020)
Esta coletânea, organizada pelo historiador Jones Manoel, traz ao leitor 12 intervenções de Domenico Losurdo, entre artigos, transcrições de palestras e entrevistas. Tendo como conceitos centrais os temas do imperialismo, do racismo e da dominação colonial, a obra apresenta uma compreensão estratégica da luta de classes internacional durante o século XX e sua continuidade no século XXI. Confira aqui o texto de orelha de Marina Machado Gouvêa. O livro tem prólogo de Caetano Veloso, que afirmou ter se tornado “menos liberalóide” e mais simpático ao socialismo a partir do contato com a obra de Domenico Losurdo, por indicação de Jones Manoel.

Hegel e a liberdade dos modernos (2019)
Por meio de uma interpretação revolucionária do pensamento de G. W. F. Hegel, Domenico Losurdo demonstra como o filósofo da dialética estava totalmente engajado nas controvérsias políticas de seu tempo. Nesta obra de fôlego, Losurdo revela como as questões abordadas por Hegel no século XIX reverberam em muitas das principais preocupações políticas da atualidade, como comunidade, nação, liberalismo, Estado e liberdade. Leia aqui o texto de Gianni Fresu sobre a obra.

O marxismo ocidental: como nasceu, como morreu, como pode renascer (2018)
Nascido no coração do Ocidente, o marxismo se disseminou, com a Revolução de Outubro, por todos os cantos do mundo, desenvolvendo-se de maneiras diferentes e contrastantes, de acordo com o contexto histórico, social e econômico. À diferença do oriental, o marxismo ocidental perdeu o vínculo com a revolução anticolonialista mundial – ponto de virada decisivo do século XX – e acabou sofrendo um colapso. Em uma obra combativa e polêmica, Domenico Losurdo conta a parábola do marxismo ocidental: seu nascimento, sua evolução e sua queda. Confira aqui o artigo “Como nasceu e como morreu o ‘marxismo ocidental'”, de Domenico Losurdo, que deu origem ao livro.

Guerra e revolução: o mundo um século após Outubro de 1917 (2017)
Este livro é uma vigorosa resposta àqueles que pretendem desacreditar a história da luta emancipatória. Neste denso e original balanço das revoltas modernas, Domenico Losurdo identifica e recrimina uma tendência reacionária que tem crescido entre historiadores contemporâneos: o revisionismo.

A luta de classes: uma história política e filosófica (2015)
Domenico Losurdo analisa o presente e o passado da luta de classes e se fixa numa expressão intrigante usada no Manifesto Comunista, de Marx e Engels, ou seja, “lutas de classes”. Para o filósofo, esse plural é pleno de significado e consequências, que nem sempre foram percebidos, no desenvolvimento da luta política ao longo da história. Leia aqui a resenha do livro feita por Miguel Urbano Rodrigues.

A linguagem do império: léxico da ideologia estadunidense (2010)
Losurdo define neste livro as raízes, bases e fronteiras do discurso ideológico estadunidense, que dirigia então suas armas para o chamado Oriente. Segundo Losurdo, os Estados Unidos utilizam-se de categorias como “terrorismo”, “fundamentalismo”, “ódio ao Ocidente” e “antiamericanismo” como “armas de guerra” para rotular não só seus inimigos como também os que não mostram disposição em cerrar fileiras neste combate aos que ameaçam seu modelo de sociedade. 

Vem aí…

A questão comunista: história e futuro de uma ideia (2022)
Após a dissolução da URSS, o marxismo, principalmente no Ocidente, entrou em uma crise que parece irreversível. Para sair dessa crise – que não é um “destino” – Domenico Losurdo, longe de qualquer intento apologético, articula neste livro um balanço histórico-filosófico da experiência soviética e do marxismo como um todo. Mas Losurdo também dá um passo adiante: avalia o marxismo para identificar o que ele é capaz de construir em um futuro mais ou menos distante.


Para uma introdução ao pensamento de Domenico Losurdo, confira a aula de Jones Manoel no curso de introdução ao pensamento crítico, com mediação de Marina Machado Gouvêa.


Quer alguns motivos para começar a ler Domenico Losurdo? Jones Manoel indica nesse vídeo alguns deles.


Quer saber como Losurdo compreende a China? Jones Manoel apresenta neste vídeo a visão do filósofo marxista italiano sobre o país, destacando como o exame de Losurdo está ancorado na crítica do colonialismo.


O nazismo era de esquerda? O fascismo e o comunismo são duas faces de uma mesma moeda? O que está por trás da atual onda de revisionismo histórico, e de conceitos como o de “totalitarismo”?


O que é revisionismo histórico? Como ele opera? O qual a importância política de discutir isso no século XXI? Neste vídeo inédito, Losurdo demonstra o que está em jogo ideologicamente na investida teórica revisionista e por que ela é desprovida de fundamentos históricos.


Qual é o legado deixado pela Revolução Russa? Neste vídeo, Losurdo dá uma palhinha da tese desenvolvida por ele no capítulo final do livro Guerra e revolução: o mundo um século após Outubro de 1917.


Neste vídeo, Losurdo discute o sentido do século XX a partir do embate entre a tradição colonial e as revoluções anticoloniais, e demonstra em qual lado dessa trincheira países como os EUA se encontram.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: