DIA M – Dia Marx

books

Calma minha gente, vamos atender todos os pedidos! | A procura foi enorme e estamos trabalhando para atender os pedidos da promoção do DIA M o mais rápido possível! Mas fiquem tranquilos que seus livros chegarão!

Dia 5/5 é dia M, aniversário de Karl Marx. Até a meia noite do dia 6 de maio de 2015 a Boitempo realiza uma promoção de 40% em todos os livros de Marx e de Engels!

Confira a lista completa de todos os títulos da coleção Marx e Engels clicando aqui. Os pedidos podem ser feitos diretamente pelo site da Boitempo, e o frete fica por nossa conta!

Para acompanhar a leitura dos clássicos, disponibilizamos abaixo o Curso Livre Marx-Engels completo online, com oito aulas de alguns dos maiores estudiosos da obra de Marx e Engels, além de uma apostila gratuita para download! Confira:

Curso Livre Marx-Engels | Com curadoria de José Paulo Netto, as aulas do Curso seguem um duplo critério – cronológico e teórico –, e apresentam uma da obra marxiana desde os textos ditos de juventude até O capital.

Clique aqui para baixar gratuitamente a apostila do IV Curso Livre Marx-Engels, com um texto de apoio para cada aula assinado pelo professor responsável, além de artigos complementares de Karl Marx, Francisco de Oliveira, Michael Löwy, Leandro Konder, Virgínia Fontes, uma cronologia completa de Marx e Engels, entre outros materiais de estudo.

1. Alysson Mascaro | Marx, Engels e a crítica do Estado e do direito

Nesta aula de abertura do IV Curso Livre Marx-Engels, ministrada pelo jurista e filósofo do direito Alysson Leandro Mascaro, revelam-se elementos para teorizar na perspectiva marxista o poder, a política, o Estado, as relações de classe e o direito. As leituras desta aula são voltadas principalmente às seguintes obras:

Crítica da filosofia do direito de Hegel, de Karl Marx (1844-45)
O 18 de brumário de Luís Bonaparte, de Karl Marx (1852)
O socialismo jurídico, de Friedrich Engels e Karl Kautsky

2. Antonio Rago | A crítica do idealismo em Marx e Engels

Esta segunda aula do IV Curso Livre Marx-Engels, ministrada por Antonio Rago, procura mostrar o avanço em relação ao Marx de 1844: a tese do “papel histórico universal” do proletariado (que aparece com a primeira crítica à cultura alemã pós-hegeliana, A sagrada família) e a elaboração do conceito crítico-negativo de ideologia, que surge na continuidade da citada crítica, precisamente em A ideologia alemã (1846), com a crítica feita a Feuerbach e a colocação da questão do método “que ascende da terra ao céu”.

A sagrada família, de Karl Marx e Friedrich Engels (1845)
A ideologia alemã, de Karl Marx e Friedrich Engels (1845-46)

3. José Paulo Netto | A atualidade do Manifesto Comunista

O Manifesto do Partido Comunista, ou simplesmente Manifesto Comunista (1848), demonstra a madurez de Marx e Engels, com 30 e 28 anos respectivamente. Nesta aula, ministrada por José Paulo Netto, curador desta quarta edição do Curso Livre Marx-Engels, faz um tratamento cuidadoso desse texto fundamental, com ênfase em sua atualidade.

Manifesto Comunista (1848), de Karl Marx e Friedrich Engels

4. Osvaldo Coggiola | Análises concretas da luta de classes

Nesta aula (que implica um salto cronológico em relação ao andamento da primeira à terceira), mostra-se como os princípios elementares do “Manifesto Comunista” mais a maturação metodológica propiciada pela militância de Marx e Engels convertem-se em suportes de preciosas “análises concretas de situações concretas” (Lenin caracterizava assim o marxismo). Aula dedicada a Marx e Engels como “analistas de conjuntura”, baseada principalmente nas seguintes obras:

Lutas de classes na Alemanha, de Karl Marx e Friedrich Engels (1848)
Lutas de classes na França, de Karl Marx (1850)
A guerra civil na França, de Karl Marx (1871)

5. Ricardo Antunes | A constituição da classe trabalhadora

O eixo desta aula, ministrada pelo sociólogo do trabalho Ricardo Antunes, é a passagem de Marx à posição revolucionária, com o aparecimento formal do proletariado e sua emersão efetiva (com o peso do trabalho na constituição do ser social, um ser da práxis) nos Manuscritos econômico-filosóficos (1844). É fundamental a importância de Engels nesse período da evolução de Marx, em seu ensaio nos Anais Franco-Alemães (1844) e A situação da classe trabalhadora na Inglaterra (1845):

Crítica da filosofia do direito de Hegel, de Karl Marx (1844-45)
Manuscritos econômico-filosóficos, de Karl Marx (1844)
A situação da classe trabalhadora na Inglaterra, de Friedrich Engels (1845)

6. Mario Duayer | A crítica ontológica do capital

Nesta aula a questão central é Marx e a crítica da economia política, recorrendo especialmente aos “Grundrisse” (1857). Mario Duayer procura expor como determinada leitura desses textos deu origem a uma vertente alternativa de teoria crítica, voltada para a dimensão dominadora da ontologia do trabalho.

Grundrisse, de Karl Marx (1857/58)
Tempo, trabalho e dominação social, de Moishe Postone (Boitempo, 2014)

7. Jorge Grespan | A crítica da economia política em Marx

Nesta aula a questão central é novamente Marx e a crítica da economia política, recorrendo desta vez principalmente a “O capital”, de Marx. Compreender a arquitetônica obra de Marx nos seus três níveis, produção, circulação e consumo, bem como as relações internas dos conceitos em cada um, é o objetivo da aula em questão.

O capital, de Karl Marx (1867)

8. Ruy Braga | Democracia, trabalho e socialismo em Marx e Engels

Nesta última aula do IV Curso Livre Marx-Engels, ministrada por Ruy Braga, a ênfase é em como Marx concebe o papel do programa do partido na luta democrática e sua concepção da transição socialista; o texto básico é a Crítica do programa de Gotha (1875) e, subsidiariamente, O socialismo jurídico (1887).

Crítica do programa de Gotha, de Karl Marx (1875)
Grundrisse, de Karl Marx (1857/58)
O capital, de Karl Marx (1867)

Homenagem | Chico de Oliveira

As três primeiras edições do Curso Livre Marx-Engels (realizadas respectivamente na PUC-SP, na UERJ e no Sindicato dos Bancários de São Paulo) contaram com mais de 3 mil alunos e homenagearam os intelectuais marxistas Jacob Gorender, Leandro Konder e Carlos Nelson Coutinho. O escolhido desta vez foi o sociólogo Francisco de Oliveira, professor titular aposentado de Sociologia da Universidade de São Paulo (USP) e autor de extensa obra, da qual destacamos Noiva da revolução: elegia para uma re(li)gião (Boitempo, 2008) e Crítica à razão dualista: o ornitorrinco (São Paulo, Boitempo, 2003).

***

Gostou? Não deixe de se inscrever no canal da Boitempo no YouTube e receba atualizações semanais de aulas, debates, conferências, entrevistas, booktrailers, e outros conteúdos ligados à maior editora do pensamento crítico em língua portuguesa! Lá você encontrará, por exemplo, vídeos dos outros cursos livres Marx-Engels, organizados pela Boitempo, com aulas magistrais de nomes como Chico de Oliveira e Michael Löwy, entre outros…

https://blogdaboitempo.com.br/2012/12/20/confira-a-integra-do-iii-curso-livre-marx-engels-no-youtube/

8 comentários em DIA M – Dia Marx

  1. Adão Xavier // 05/05/2015 às 23:37 // Responder

    Haaaaaaaaaaaaaaaaaa logo no mês dos impostos da minha moto 😦
    Putz…. queria comprar a coleção completa…. Alguma previsão desta promoção novamente?

    Curtir

  2. Por que a Crítica da filosofia do direito de Hegel não está com desconto?

    Curtir

  3. Não aceita parcelamento?

    Curtir

  4. Não poderiam prorrogar só por mais um dia???

    Curtir

  5. Caio Lima // 14/05/2015 às 1:13 // Responder

    Companheirxs da Boitempo,

    Gostaria de parabenizá-los pela iniciativa e por todo o trabalho que vem sendo realizado. As obras desses gigantes tem que estar ao alcance do maior número de pessoas. Nesse sentido, um desconto significativo como foi feito é muito bem vindo e oportuno. Espero que repitam esta ação e, se possível, com maior duração e melhor divulgação.

    Dessa vez consegui comprar o Capital II que já estava na minha lista de compras!

    Curtir

  6. parabens , minha editora predileta, alias no futuro proximo predentem lançar o volume 4 de O CAPITAL , a historia da mais valia?

    Curtir

1 Trackback / Pingback

  1. Boulos: Sobre a questão da moradia, de Friedrich Engels | Blog da Boitempo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: