mundo do trabalho

As distintas formas de nossa tragédia social

21/09/2021 // 1 comentário

Ricardo Antunes escreve sobre “Sub-humanos”, de Tiago Muniz Cavalcanti, destacando que o autor consegue atar os fios de nossas perversas engrenagens econômico-sociais, que principiaram com a escravização colonial e teimam em se perpetuar contemporaneamente. [...]

Um mosaico assustador e inspirador do trabalho pós-pandêmico

18/06/2021 // 2 comentários

Ruy Braga comenta “Os laboratórios do trabalho digital”, organizado por Rafael Grohmann, destacando como o livro expõe os riscos da não regulação da atual gig economy ao mesmo tempo em que inspira ao demonstrar que cada reestruturação capitalista cria seu próprio antagonista e as formas de resistência. [...]

Uma urgente compreensão do capital e de suas crises contemporâneas

04/06/2021 // 1 comentário

Ricardo Antunes escreve sob o livro de Iuri Tonelo, “No entanto, ela se move: a crise de 2008 e a nova dinâmica do capitalismo”, reforçando que a contribuição de Tonelo rema contra muitas correntes, busca ancoragem na crítica da economia política para oferecer uma melhor compreensão do capital e de suas crises contemporâneas, e aponta para a nova configuração do proletariado e das suas lutas. [...]

O maior imperativo de nosso tempo!

10/07/2020 // 2 comentários

A edição do livro "Coronavírus: o trabalho sob fogo cruzado", de Ricardo Antunes, lança um olhar lúcido e realista sobre a tragédia dos e das trabalhadoras antes, durante e depois da pandemia da covid-19. [...]

Žižek: Morte no paraíso: violência policial, pandemia e o crime do capital

01/06/2020 // 2 comentários

Slavoj Žižek / "A crise atual trouxe à tona as consequências bastante materiais do abismo de classe nos Estados Unidos: não se trata apenas de uma questão de riqueza e pobreza, é também (e de maneira bastante literal) uma questão de vida e morte – tanto no que diz respeito à violência policial quanto no que diz respeito à pandemia do novo coronavírus." [...]

Žižek: Sexo em tempos de coronavírus

26/05/2020 // 11 comentários

Slavoj Žižek / "A pandemia definitivamente deve alavancar a prática de jogos sexuais sem contato corporal. Com sorte, no entanto, emergirá disso tudo também uma nova apreciação pela intimidade física, e lembraremos que o contato corporal constitui, ele próprio, um caminho para a espiritualidade." [...]