moral

Aspectos ideológicos do bolsonarismo

31/10/2018 // 10 comentários

Por Felipe Catalani / "A própria ameaça se tornou um dos cernes da ideologia: com o poder de ameaçar sente-se que algum poder é possível ter, nem que seja o de botar medo, mesmo que para além disso não se tenha poder algum. A única felicidade possível do bolsonarista, que não é felicidade alguma, é o prazer proporcionado pela ameaça ou pela punição, em que se misturam ressentimento e requintes de sadismo." [...]

Pasolini: Detesto quem anda com uma pistola no bolso

19/10/2018 // 5 comentários

Pier Paolo Pasolini / "Um idiota que anda por aí armado com uma pistola, só se pode detestá-lo. A partir desse sintoma – pequeno, por fim, embora tão chamativo – pode-se reconstruir uma pessoa inteira, com todos os seus sentimentos. Nele predomina uma desconfiança obsessiva com o próximo, um narcisismo fanático e desagradável, um orgulho introvertido e deselegante que o tornam um paciente odioso para o médico, um personagem insuportável para o autor..." [...]

O fascismo e os “homens bons”

16/10/2018 // 14 comentários

Por Mauro Iasi / "Na Alemanha de Weimar também haviam pessoas boas que só queriam um país grande e forte. Estavam descontentes com a crise, a inflação e o desemprego. Tinham críticas aos governos democráticos, muitas delas bastante pertinentes. Queriam defender a família, queriam uma raça pura, bonita e forte. Por isso votaram em massa pelos nazistas e os elegeram em 1932." [...]

A educação sexual das crianças: a enunciação repressiva

07/02/2018 // 6 comentários

Por Christian Dunker / "Já que o relativismo comportamental é a lei geral, por que não usar a mesma regra para enunciar valores tradicionais? Já que o feminismo está se colocando por toda parte por que não voltar a vestir o machismo escancarado? É esta inversão imaginária que comanda a gramática conservadora contemporânea por meio da moral dupla e da enunciação repressiva." [...]

A educação sexual das crianças: a moral dupla

15/01/2018 // 2 comentários

Por Christian Dunker / "A educação sexual das crianças é uma perspectiva entre outras de nossas disposições diante da cultura, mas em certas circunstâncias políticas ela assume um valor estratégico autonomizando-se de seu contexto real." [...]

A liberdade de limitar-se: psicanálise e teoria do poder

23/08/2017 // 7 comentários

Christian Dunker / "A psicanálise desenvolveu uma pequena teoria prática sobre o poder. Pouco se percebe que a limitação de si, justamente por ser contingente, é um ato supremo de liberdade. O modelo de ação, assim estabelecido, tem um profundo efeito moral, de ação capilarizada sobre os subordinados. Ele recria as relações de poder como relações de autoridade e respeito. O limite confere a liberdade – uma das teses menos conhecidas de Lacan." [...]