história

Perry Anderson e o marxismo ocidental

25/04/2019 // 1 comentário

Por Gilberto Maringoni / "Munido de extrema erudição na matéria – que o leva, paradoxalmente, a ser quase didático –, Perry Anderson busca, como um detetive, rastrear efeitos e causalidades do rico legado do marxismo ocidental, apontando vantagens e insuficiências nessa dissensão histórica e intelectual." [...]

As duas revoluções de Perry Anderson

17/01/2019 // 1 comentário

Por Luis Fernandes / "Em 'Duas revoluções', Perry Anderson examina a gênese e os desdobramentos das duas principais experiências revolucionárias que tentaram constituir sociedades alternativas ao capitalismo no século XX: as da Rússia e da China." [...]

A política econômica de Che Guevara

27/08/2018 // 9 comentários

Jorge Grespan / "Numa época em que a imagem de Che está em toda parte como símbolo de mera rebeldia, é tão oportuno quanto instigante o resgate empreendido por Luiz Bernardo Pericás de uma faceta essencial, mas pouco conhecida, do líder guerrilheiro: a do administrador e estadista." [...]

O futuro da Revolução Russa

30/10/2017 // 4 comentários

Por Lincoln Secco / "Logo depois de Outubro de 1917 os bolcheviques proscreveram a História como disciplina porque ela reproduzia o patriotismo e a ideologia da classe dominante. Mais tarde, Stálin reabilitou a disciplina nas escolas e encomendou manuais convencionais com nomes e datas." [...]

A lógica do império do capital (Uma homenagem a Ellen Wood)

15/01/2016 // 2 comentários

"Não há como entender o que é o imperialismo capitalista sem passar por O império do capital de Ellen M. Wood. Publicado originalmente em língua inglesa em 2003, a obra se tornou acessível ao público brasileiro em 2014 com uma cuidadosa edição da Boitempo. Ela conseguiu demonstrar que no imperialismo do século XXI o Estado continua tão necessário quanto antes. Mais forte do que isso: é necessário um sistema internacional de múltiplos Estados que garanta o funcionamento do império do capital. O sujeito do processo imperialista é o capital – e não uma burocracia estatal qualquer. Nesse pequeno texto, apresentarei minha interpretação sobre um aspecto da contribuição magistral de Ellen M. Wood para a compreensão da lógica do imperialismo capitalista de nossos dias. Trata-se de uma homenagem à pessoa por meio de sua obra." [...]

O tempo do cotidiano e o tempo histórico

13/01/2016 // 5 comentários

Mauro Iasi / "De uma coisa temos certeza, estes tempos vão passar e outros virão. Nossa decisão é nos inscrever nas fileiras daqueles que os construirão na perspectiva da emancipação humana. Uma das vantagens de se pensar com base no tempo histórico é essa. Tal perspectiva não tem o poder de eliminar as mazelas do cotidiano, mas nos permite olhar para elas e vislumbrar a exata estatura das coisas. E elas, meus caros, hoje em dia, são pequenas... muito pequenas." [...]

Surfista prateado

17/04/2015 // 15 comentários

Luiz Bernardo Pericás / "O Surfista Prateado apareceu pela primeira vez em 1966 e ganhou uma publicação própria em 1968, ano de grandes convulsões políticas e sociais em todo o mundo..." [...]