geopolítica

O Brasil na geopolítica mundial da Covid-19 e do caos sistêmico

09/04/2020 // 2 comentários

Por Carlos Eduardo Martins / Eis o novo patamar de dependência e subordinação que se impõe sobre a economia brasileira: um capitalismo miliciano e chantagista de uma burguesia dependente que, na defensiva, abre mão do desenvolvimento das forças produtivas e vai se subordinando à liderança de uma lumpenburguesia servil que cobra comissões e vive de oportunidades cambiais para fabricar o seu próprio capital fictício. [...]

Chomsky: Não podemos deixar a Covid-19 nos levar ao autoritarismo

26/03/2020 // 1 comentário

Por Noam Chomsky / "À medida que a pandemia da Covid-19 revira a ordem política e econômica global, dois futuros muito diferentes parecem possíveis. Por um lado, enfrentamos a ameaça de uma recaída no autoritarismo. Por outro, a crise atual oferece um poderoso argumento em favor da assistência universal à saúde e de reavaliarmos os problemas mais profundos de nossas sociedades." [...]

Guedes/Bolsonaro e o Plano Ipiranga da nova etapa da dependência no Brasil 

12/03/2020 // 1 comentário

Por Carlos Eduardo Martins / Eis o novo patamar de dependência e subordinação que se impõe sobre a economia brasileira: um capitalismo miliciano e chantagista de uma burguesia dependente que, na defensiva, abre mão do desenvolvimento das forças produtivas e vai se subordinando à liderança de uma lumpenburguesia servil que cobra comissões e vive de oportunidades cambiais para fabricar o seu próprio capital fictício. [...]

Trump e a Venezuela

20/02/2019 // 3 comentários

Por Carlos Eduardo Martins / "O desfecho da situação venezuelana terá um importante efeito para a disputa do poder mundial e para o balanço das forças políticas na América Latina." [...]

A PEC 241, a contrarreforma neoliberal e a Tragédia de Prometeu

19/10/2016 // 6 comentários

Por Giovanni Alves / "É importante entendermos a PEC 241 num contexto mais amplo do processo histórico. Ela se situa no bojo da reação neoliberal no Brasil, sendo ela a espinha dorsal da Agenda Infernal da coalização de direita que tomou de assalto o Palácio do Planalto. Ela sacramenta na Constituição Federal, a espoliação do fundo público pelo capital financeiro. Ao lado da Reforma da Previdência, que deve ocorrer logo a seguir; e da Reforma Trabalhista, levado a cabo pelo STF, algoz da CLT ao legislar a favor da terceirização e do negociado sobre o legislado, a PEC do Teto dos Gastos Públicos é o eixo principal da contrarreforma do capitalismo brasileiro. Enfim, mais uma vez, a classe dominante demonstrou ter verdadeira consciência de classe. " [...]

O grande assalto ao Fundo Público no Brasil

16/08/2016 // 4 comentários

Giovanni Alves / "Diante do aprofundamento das contradições orgânicas do novo patamar de colonização brasileira no século XXI, irracionalidade social e luta de classes, deve-se colocar hoje, mais do que nunca, como necessidade histórica, o surgimento de uma nova capacidade de resposta das esquerdas brasileiras, para além do lulismo castrado (e não necessariamente do PT); e para além do esquerdismo fanfarrão de extração marxista-leninista incapaz de construir uma agenda democrático-popular hegemônica como antessala da resistência civilizatória. Como diria o velho Marx, Hic Rhodus, Hic Salta!" [...]