covid

Žižek: A mensagem de Julian Assange

21/09/2020 // 1 comentário

Slavoj Žižek / "Assange não pode morrer – mesmo que morra (ou desapareça em uma cela de prisão dos Estados Unidos), essa agonia será seu triunfo, ele morrerá para viver em todos nós. Esta é a mensagem que todos nós devemos transmitir àqueles que estão o detendo: se você matar um homem, você cria um mito que continuará a mobilizar milhares de pessoas." [...]

Nem luto, nem melancolia

21/08/2020 // 2 comentários

Por Mauro Iasi / "Não é a vida que segue. É a morte, que segue em seu macabro trabalho auxiliada pelas hordas daqueles que a amam mais do que a vida. Lutemos para que os arqueólogos do futuro, quando escavarem os restos de nossa civilização não encontrem como nossa principal realização a indiferença." [...]

#BrequeDosApps: enfrentando o uberismo

25/07/2020 // 4 comentários

Por Ruy Braga e Marco Aurélio Santana / "A generalização do uberismo e tudo o que ele significa em termos de precarização da vida e do trabalho não se restringe ou restringirá à categoria dos entregadores e entregadoras. Trata-se, como bem reparou Paulo "Galo" Lima, dos Entregadores antifascistas, do projeto do capital para a classe trabalhadora como um todo. Há muito em jogo nessas dinâmicas. Por isso, o breque merece toda nossa solidariedade ativa." [...]

O maior imperativo de nosso tempo!

10/07/2020 // 2 comentários

A edição do livro "Coronavírus: o trabalho sob fogo cruzado", de Ricardo Antunes, lança um olhar lúcido e realista sobre a tragédia dos e das trabalhadoras antes, durante e depois da pandemia da covid-19. [...]

O genocídio como atividade essencial do Estado

15/06/2020 // 2 comentários

Táilson Vasques / "é necessário encerrar as décadas de divórcio entre a esquerda, sua intelectualidade e os interesses concretos do povo. Essa tarefa, num contexto de circulação global de ideias e conhecimentos, envolve não só uma renovação do marxismo brasileiro, mas de toda teoria crítica ocidental que se encontra ainda desconectada da sua razão de existir e absorvida pela farsa do fim da história iniciada a partir da vitória da democracia liberal burguesa sobre as experiências socialistas no final do século XX." [...]