Nota de esclarecimento

Hoje a Boitempo Editorial tomou conhecimento de um post do blog “Não Gosto de Plágio” sobre questões relativas à tradução e edição dos livros Considerações sobre o marxismo ocidental/Nas trilhas do materialismo histórico, de Perry Anderson, e Lacrimae rerum, de Slavoj Zizek.

Sempre zelosa nas relações com seus autores, leitores, amigos e colaboradores – incluindo tradutores –, e pautada pela civilidade e transparência, a Boitempo já está averiguando os problemas apontados nas referidas obras e se responsabiliza por tomar as providências necessárias, caso sejam confirmados.

Enquanto não forem esclarecidos todos os pontos a editora interromperá a distribuição dos títulos mencionados; uma vez que se confirmem as informações, serão compensados todos os profissionais envolvidos.

Boitempo Editorial

13 Respostas para “Nota de esclarecimento

  1. Em prol da transparência, seria o caso de esclarecer aos leitores quem é Isa Tavares, a tradutora das obras onde, de acordo com a denúncia da Denise Bottman, no site “Não gosto de plágio”, houve plágio. Tenho o livro do Perry Anderson, sobre o qual pesa a denúncia, e outro mais de “tradução” de Isa Tavares e, como leitor, fico com a impressão, se a denúncia for verificada, que fui feito de otário, comprando gato por lebre. Das duas uma, se a denúncia for real: ou Isa Tavares fez o plágio e, descuidada, a Boitempo não percebeu (não houve intenção, apenas descuido) ou a Boitempo sabia do plágio e aceitou o trabalho criminoso de sua tradutora (ou, como li no site “Não gosto de plágio”, Isa Tavares não existe). Ao que me consta, traduções são pagas, imagino que com nota fiscal, pela prestação do serviço, e contratos de tradução são assinados e, pelo bem da transparência, da civilidade e do respeito com o leitor, comigo, gostaria de saber quem é Isa Tavares, cujo trabalho comprei. No site “Não gosto de plágio”, li num comentário que se trata da mãe de uma editora da Boitempo, pois bem, que se apresente e esclareça o que está acontecendo. A denúncia é grave e, porque é grave, vou acompanhar seu andamento e publicar na rede e na lista de discussão de minha faculdade, como eu leitores da Boitempo, já que há vários títulos nos programas da Unesp, onde estudo, o andamento da coisa… Também gostaria de saber se, verificada a denúncia, a Boitempo vai ressarcir os leitores que não quiserem mais ter os livros “traduzidos” por Isa Tavares. Obrigado.

    • boitempoeditorial

      Prezado, conforme informado na nota de esclarecimento, estamos averiguando todas as questões levantadas e nos pronunciaremos em breve a respeito.

  2. Carolina Nerval

    Prezados amigos da Boitempo, como leitora assídua de suas obras, quero deixar aqui um depoimento. As edições de vocês não primam apenas pela excelência nos textos e aparência (as capas costumam ser muito bonitas), mas vêm quase sempre acompanhadas de material de apoio de valor inestimável aos que acompanham suas obras. Assim é que se houve falha ou negligência nesses casos apontados, me parece importante salientar, justo neste momento, os méritos da editora. Não desanimem, a Boitempo é maior que isso tudo. Abraços solidários, Carol

  3. Antonio Sergio Braga

    Agradeço a transparência e o comportamento correto de sempre. Avante, editores!

  4. Também sou leitor assíduo da editora Boitempo, cujas obras são de grande qualidade, em todos os aspectos (textos, planejamento gráfico, escolha de títulos, etc). Ninguém está livre de problemas, e a Boitempo teve uma atitude de extrema honestidade e transparência em relatar aqui a questão e se prontificar a apurar e resolver o ocorrido. Deixo aqui meu testemunho e apoio ao incrível trabalho que a Boitempo faz, na certeza de que tudo será conduzido da forma correta e que qualquer problema confirmado será corrigido.

  5. boitempoeditorial

    Prezados Carolina, Antonio e Fernando, a Boitempo Editorial agradece o apoio e continuará direcionando seus maiores esforços para se manter merecedora da confiança que depositam em nós.

  6. A Educação para além do capital e Histórias de Natal contam com a mesma tradutora. Acredito que a Boitempo irá dar uma resposta a altura da denúncia e esclarecer todo o ocorrido, E espero que não começa uma caça as bruxas contra a Boitempo por conta de casos que nem foram apurados ainda.

  7. Não tinha conhecimento dos fatos acima narrados, mas tenho motivos de sobra para acreditar na honradez da Boitempo. Contem com minha inteira solidariedade.

  8. Saulo Pinto Silva

    Prezados, sou leitor mais que assíduo da Boitempo! Possuo coleções quase que inteiras da Boitempo e meus cursos são, quase todos, com bibliografia disponibilizada pelo selo da Boitempo! … material de excelente tradução e projeto gráfico inigualável no país… Assim, na confiança que nutro por esta editora, também gostaria que os editores da Boitempo esclareçam integralmente as referidas acusações, não apenas para redefinir uma relação de confiança com seus leitores, mas também em função da defesa da integridade moral de uma editora vinculada à causa socialista! … Saudações e confiança no projeto da Boitempo! …

  9. Pingback: Nota de esclarecimento II | Blog da Boitempo

  10. Anderson Siqueira

    Não posso ser hipócrita e dizer que já li algum livro da editora. Mas assino suas comunicações e tenho interesse em sua linha editorial. Erros, equívocos podem ocorrer em qualquer empresa, pois há pessoas envolvidas. Ao que li e vi, a editora veio à público rapidamente e se prontificiou a resolver o problema e, ainda, se prontificou a devolver o numerário pago nos livros citados aos seus leitores. Esta ação é louvável, é ética e mostra a seriedade da empresa. Parabéns e sigam adiante!

  11. Ariosto Azeredo

    Tenho dezenas de títulos publicados pela Boitempo e tenho certeza da qualidade e profissionalismo desta editora. Só vou solicitar a troca dos livros se a Boitempo confirmar a necessidade dessa troca, e continuarei comprando livros da Boitempo sem qualquer preocupação. Por fim, considero um elogio ser criticado pela Folha Ditabranda.
    Adoro vocês.

  12. Verônica Ferreira

    Mais uma vez, como em cada uma de suas primorosas edições, a Boitempo se mostra uma editora correta e ética em apurar os fatos e sanar possíveis prejuízos. Tenho e sou leitora de vários dos títulos da Boitempo, com traduções de excelência e edições primorosas. Era estudante de final de curso universitário quando a Boitempo foi fundada e por meio de seus títulos, eu e muitas companheiras e companheiros continuamos nossa formação teórica, política, socialista e humanista. Num mundo de tantos ataques e tanta manipulação de informação, podemos pela boitempo editorial ter acesso ao pensamento crítico e de esquerda. Os problemas editoriais podem ocorrer a qualquer editora. A proporção do ataque a partir destes fatos, só poderia ocorrer a uma editora verdadeiramente de esquerda, como a Boitempo o é. Meu total apoio a Boitempo, uma editora cada vez mais necessária! Adiante, companheiras(os)!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s